SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.79 issue5Impact of otitis media on language acquisition in children author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

RAMOS, Carmen V.  and  ALMEIDA, João A.G.. Alegações maternas para o desmame: estudo qualitativo. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2003, vol.79, n.5, pp. 385-390. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572003000500004.

OBJETIVO: Estudar as alegações para o desmame entre mulheres assistidas em uma maternidade Amiga da Criança, em Teresina, Piauí. METODOLOGIA: Adotou-se os preceitos metodológicos da pesquisa qualitativa em saúde, utilizando como referencial teórico a teoria das representações sociais. Ao todo, entrevistou-se 24 mulheres que se encontravam em processo de desmame antes do 4º mês de vida do bebê. RESULTADOS: A análise compreensiva permitiu revelar que a tomada de decisões que leva as mulheres ao desmame se dá de maneira complexa e carregada de culpa. Dentre os motivos alegados, figuraram leite fraco ou pouco, intercorrências de mama puerperal, falta de experiência, inadequação entre as suas necessidades e as do bebê, interferências externas, trabalho, ambigüidade entre o querer/poder amamentar e entre o fardo/desejo. CONCLUSÕES: A solidão/isolamento da mulher-mãe e a necessidade de obter apoio para a consecução dessa prática, não só por parte do serviço de saúde como também dos outros segmentos da sociedade, se fizeram presentes de forma uniforme nas entrevistas. Nesta perspectiva, vale atentar para a necessidade de reformulações do modelo assistencial ora vigente, no sentido de considerar a amamentação como um ato que precisa ser aprendido pela mulher e protegido pela sociedade.

Keywords : Amamentação; desmame; mulher; relação biológico-social.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese