SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.79 issue6Acute myeloid leukemia in childhood: fifteen-year experience in a single institutionPromotion of breastfeeding: the importance of pediatricians with specific training author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

SARRIA, Edgar et al. Concordância no diagnóstico radiológico das infecções respiratórias agudas baixas em crianças. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2003, vol.79, n.6, pp. 497-503. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572003000600007.

OBJETIVO: Estudar a concordância no diagnóstico radiológico das infecções respiratórias agudas baixas em crianças. MÉTODOS: Sessenta radiogramas do tórax de crianças menores de cinco anos foram avaliados, individualmente, por três médicos: um radiologista pediátrico (RP), um pneumologista pediatra (PP) e um pediatra experiente no atendimento de sala de emergência (PE). Todas as crianças tinham procurado atendimento por apresentar um quadro agudo de infecção respiratória com aparente participação pulmonar. Os avaliadores desconheciam os diagnósticos originais, mas receberam uma ficha padrão com dados clínicos e laboratoriais dos pacientes no momento da consulta inicial. As variáveis investigadas foram agrupadas em cinco categorias: a) qualidade técnica do filme; b) localização da alteração; c) padrões radiográficos; d) outras alterações radiográficas; e) diagnóstico. Utilizou-se a estatística de Kappa para estudar a concordância entre as três duplas possíveis de observadores, aceitando-se os valores ajustados para viés de prevalência (KAVIP). RESULTADOS: Os valores de Kappa totais de cada dupla de observadores (RP x PP, RP x PE e PP x PE) foram 0,41, 0,43, e 0,39, respectivamente, o que representa, em média, uma concordância interobservadores moderada (0,41). Em relação às outras variáveis, "qualidade técnica" teve uma concordância regular (0,30); "localização", moderada (0,48); "padrões radiográficos" regular (0,29); "outras alterações radiográficas", moderada (0,43); e "diagnóstico", regular (0,33). Quanto à concordância global intraobservadores, a mesma foi moderada (0,54), com valores menores do que os descritos na literatura. CONCLUSÕES: A variabilidade interobservadores é inerente à interpretação dos achados radiológicos. A determinação do diagnóstico exato das infecções respiratórias agudas baixas nas crianças impõe desafios. Nossos resultados foram similares aos descritos na literatura.

Keywords : Infecções respiratórias; pneumonia; diagnóstico; radiografia de tórax.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese