SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.79 issue6Comparison between an upper airway obstruction score and airway endoscopy to detect airway injury associated with endotracheal intubation in childrenSimultaneous onset of steroid-sensitive nephrotic syndrome and type 1 diabetes author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

CUNHA, Gicelle S.; MEZZACAPPA FILHO, Francisco  and  RIBEIRO, José D.. Fatores maternos e neonatais na incidência de displasia broncopulmonar em recém-nascidos de muito baixo peso. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2003, vol.79, n.6, pp. 550-556. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572003000600015.

OBJETIVO: Obter a incidência de displasia broncopulmonar (DBP); avaliar os fatores maternos e neonatais associados com a doença; determinar a correlação entre DBP e a evolução dos recém-nascidos. MÉTODOS: Os dados foram coletados prospectivamente de 153 recém-nascidos com peso de nascimento inferior a 1.500 g, nascidos em Campinas de setembro de 2000 a abril de 2002 e tratados no Hospital Universitário. Foram utilizados razão de taxas de incidências com intervalo de confiança de 95% (IC 95%), regressão Breslow-Cox, teste t de Student, regressão linear e teste exato de Fisher. RESULTADOS: Entre os 124 recém-nascidos que sobreviveram aos 28 dias de vida, 33 (26,6%) apresentavam DBP. Peso de nascimento < 1.000 g (5,6; IC 95% 3,0; 10,4) e idade gestacional < 30 semanas (4,0; IC 95% 2,1; 7,2) foram correlacionados com um aumento na incidência de DBP. A regressão de Breslow-Cox mostrou que outros fatores, incluindo sexo, índice de Apgar, doença da membrana hialina (DMH), uso de corticóide pré-natal, doença hipertensiva específica da gravidez (DHEG), tipo de parto e idade materna não foram associados com DBP. As médias dos dias de internação e de ventilação mecânica nos recém-nascidos com e sem DBP foram, respectivamente, 78,8 dias (DP = 26,67) contra 43,0 dias (DP = 14,49) (p < 0,01) e 27,2 dias (DP = 21,26) contra 3,7 dias (DP = 3,02) (p < 0,01). A média de ganho de peso por dia foi menor nos recém-nascidos com DBP (p < 0,01). A mortalidade para recém-nascidos com DBP foi de 21% (p < 0,00005). CONCLUSÕES: A idade gestacional e o peso de nascimento foram fatores inversamente proporcionais à incidência de DBP. Uma vez desenvolvida a doença, os recém-nascidos necessitam maiores tempos de suporte ventilatório e de internação, apresentando inadequado ganho de peso e maior mortalidade quando comparados aos recém-nascidos sem DBP.

Keywords : displasia broncopulmonar; prematuridade; recém-nascidos de muito baixo peso; doença pulmonar crônica da prematuridade.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese