SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.80 issue2Rotavirus A infections and reinfections: genotyping and vaccine implicationsDiagnosis of overweight and obesity in schoolchildren: utilization of the body mass index international standard author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

STRIKER, Gabriel A. J.; CASANOVA, Lucy D.  and  NAGAO, Aparecida Tiemi. Influência do tipo de parto sobre a concentração de imunoglobulinas A, G e M no colostro materno. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2004, vol.80, n.2, pp. 123-128. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572004000200009.

OBJETIVO: Verificar a influência do tipo de parto sobre a concentração das imunoglobulinas (Ig) A, G e M no colostro materno. MÉTODOS: Foram selecionadas 82 puérperas com idade cronológica entre 21 e 41 anos, idade gestacional de 37 ou mais semanas, paridade até IV gesta, bom estado nutricional e sem patologias associadas durante a gestação e o puerpério. Foram também critérios de inclusão para os recém-nascidos: peso > 2.500 g, escore de Apgar > 7 no primeiro minuto e aleitamento materno exclusivo durante o período da internação. As puérperas foram divididas em três grupos: A - parto vaginal; B - cesárea precedida de trabalho de parto; e C - cesárea eletiva. O colostro foi colhido manualmente entre 48 e 72 horas pós-parto. IgA, IgG e IgM foram dosadas pela técnica de ELISA RESULTADOS: Não se observou diferença significativa entre os tempos de coleta do colostro nos três grupos maternos estudados. Quanto menor o tempo de coleta, maior foi a concentração de IgA no colostro materno; quanto menor a paridade, maior foi a concentração de IgA e IgM no colostro materno. O grupo de puérperas submetidas a cesárea precedida de trabalho de parto apresentou concentração mais elevada de IgA no colostro do que o grupo de puérperas que havia dado à luz por parto normal. A concentração de IgM e IgG no colostro materno não foi influenciada pelo tipo de parto. CONCLUSÃO: A ocorrência do trabalho de parto, somada ao estresse cirúrgico, induz a uma concentração mais elevada de IgA no colostro materno na puérpera submetida a cesárea precedida de trabalho de parto.

Keywords : Parto; imunoglobulina A; imunoglobulina G; imunoglobulina M; colostro.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese