SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.80 issue5Validation of the Williams ultrasound scoring system for the diagnosis of liver disease in cystic fibrosisAsthma in schoolchildren from Recife, Brazil. Prevalence comparison: 1994-95 and 2002 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

ROCHA FILHO, Wilson et al. Avaliação da influência da idade e do volume do espaçador na deposição pulmonar de aerossóis. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2004, vol.80, n.5, pp. 387-390. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572004000600009.

OBJETIVO: Avaliar, através de estudo da deposição pulmonar de 99mtecnécio-fitato, a eficácia de três espaçadores freqüentemente utilizados na prática clínica e comparar esta deposição de acordo com diferentes faixas etárias. MÉTODOS: Nove pacientes voluntários sadios, sem história de doença pulmonar, foram estudados, sendo três adultos e seis crianças de diferentes faixas etárias. Através de verificação qualitativa e semiquantitativa da deposição de 99mtecnécio-fitato em vias aéreas, procedeu-se a análise comparativa entre dois espaçadores de pequeno volume (Aerochamber® e Inal-Air®) e um espaçador de grande volume (Flumax®). Cada paciente recebeu inalação de 99mtecnécio-fitato. O espaçador foi preenchido, durante 30 segundos, por radioaerossóis impulsionados por fluxo de oxigênio. Por 10 segundos, os pacientes procederam à inalação com máscara acoplada ao espaçador. Por 4 minutos, realizou-se contagem de radiação emitida nas faces anterior e posterior do tórax. Realizou-se, ainda, contagem de radiação presente no interior de cada espaçador. RESULTADOS: Na avaliação semiquantitativa da deposição pulmonar, verificou-se que, em todas as faixas etárias, houve uma menor deposição percentual quando se utilizou o espaçador de grande volume (Flumax®), sendo esta diferença relativa inversamente proporcional à faixa etária. Em outras palavras, quanto menor a criança, menor a deposição de aerossol radioativo ao se utilizar espaçadores de grande volume. Por outro lado, não se verificou diferença significativa entre os espaçadores de pequeno volume (Inal-Air® e Aerochamber®) nas faixas etárias estudadas. CONCLUSÃO: Os dados obtidos indicam que espaçadores de pequeno volume são os mais indicados para utilização na faixa pediátrica, devendo-se restringir o uso de espaçadores de grande volume a adolescentes e adultos.

Keywords : Terapia inalatória; espaçadores; 99mtecnécio-fitato.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese