SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.80 issue6Hydrofluoroalkane as a propellant for pressurized metered-dose inhalers: history, pulmonary deposition, pharmacokinetics, efficacy and safetyAvailability of pediatric and neonatal intensive care units in the city of São Paulo author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

GASPAR, Vera L. V.; LAMOUNIER, Joel A.; CUNHA, Fernando M.  and  GASPAR, José C.. Fatores relacionados a hospitalizações por injúrias em crianças e adolescentes. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2004, vol.80, n.6, pp. 447-452. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572004000800005.

OBJETIVO: Analisar alguns fatores relacionados a injúrias que resultaram em hospitalizações de crianças e adolescentes. MÉTODOS: Pesquisa prospectiva, descritiva e observacional realizada no Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, Minas Gerais, no período de 1º de dezembro de 1999 a 30 de novembro de 2000. A amostra incluiu 696 crianças e adolescentes, na faixa etária de 0 a 19 anos, hospitalizados por injúrias. Para classificar os tipos e os locais de ocorrência das injúrias utilizou-se a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde, 10ª revisão. RESULTADOS: As injúrias representaram 9,9% das hospitalizações de crianças e adolescentes; 69,7% dos pacientes eram do gênero masculino. Quanto à opinião dos informantes sobre as causas das injúrias, 57,2% citaram falhas humanas, 18% acreditavam que se deviam ao destino, e 12,7% não sabiam opinar. Somente 23,1% dos informantes haviam recebido, anteriormente, orientação sobre a prevenção de injúrias, e as principais fontes foram mídia, escola e empresa. Do total de eventos, 31,9% ocorreram nas residências. Acidentes de transporte causaram 34,5% das internações; quedas, 33,2%; exposição a forças mecânicas inanimadas, 9%; contato com animais venenosos, 5,2%; agressões, 5%; queimaduras, 4,9%; exposição a forças mecânicas animadas, 3,3%; intoxicações, 2,3%; e outros tipos, 2,6%. CONCLUSÕES: Houve predomínio do gênero masculino. Foi baixo o percentual de informantes que haviam recebido, anteriormente, orientação sobre prevenção de injúrias. A faixa etária mais acometida foi a de 15 a 19 anos. Os acidentes de transporte e as quedas foram os mais freqüentes.

Keywords : Prevenção de injúrias; causas de injúrias; acidentes de transporte; quedas.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese