SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.81 issue4Bone mineral density, milk intake and physical activity in boys who suffered forearm fracturesType 1 autoimmune hepatitis in children and adolescents: assessment of immunosuppressive treatment withdrawal author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

COBAYASHI, Fernanda; LOPES, Luiz A.  and  TADDEI, José A. A. C.. Densidade mineral óssea de adolescentes com sobrepeso e obesidade. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2005, vol.81, n.4, pp. 337-342. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572005000500013.

OBJETIVO: Estudar a densidade óssea como fator concomitante da obesidade em adolescentes pós-púberes, controlando outras variáveis que possam interferir nessa relação. MÉTODOS: Estudo com 83 sobrepesos e obesos (IMC > P85) e 89 não obesos (P5 < IMC < P85). Casos e controles foram selecionados entre 1420 estudantes (14-19 anos) de escola pública na cidade de São Paulo. A densidade mineral óssea de coluna (L2-L4 em g/cm2) foi avaliada por meio de densitometria de duplo feixe de raios X (LUNAR® DPX-L). A variável densidade óssea foi categorizada utilizando a mediana 1,194 g/cm2 como ponto de corte. Foram realizadas análises bivariadas, observando-se a prevalência de sobrepeso e obesidade. Em seguida, procedeu-se à análise multivariada (regressão logística), de acordo com um modelo conceitual hierárquico. RESULTADOS: A prevalência de densidade óssea acima da mediana foi duas vezes mais freqüente entre os casos (69,3%) do que entre os controles (32,1%). Na análise bivariada, tais prevalências resultaram em odds ratio (OR) de 4,78. O modelo de regressão logística mostrou que a associação entre obesidade e densidade mineral é ainda mais intensa com OR de 6,65, após o controle das variáveis relacionadas ao sedentarismo e ao consumo de leite e derivados. CONCLUSÃO: Observou-se, neste estudo, que adolescentes com sobrepeso e obesidade nos estadios finais da maturação sexual apresentaram maior densidade mineral óssea com relação aos seus pares eutróficos. No entanto, estudos de coorte serão necessários para avaliar a influência dessa característica sobre a resistência óssea na vida adulta e, conseqüentemente, sobre a incidência de osteopenia e osteoporose em faixas etárias mais avançadas.

Keywords : Obesidade; densidade óssea; adolescente; osteoporose.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese