SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.82 issue3Effects of zinc supplementation on 1- to 5-year old childrenCraniovertebral malformation complex in a child with Weismann-Netter-Stuhl syndrome author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

PINHEIRO, Andréa Poyastro  and  GIUGLIANI, Elsa Regina Justo. Quem são as crianças que se sentem gordas apesar de terem peso adequado?. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2006, vol.82, n.3, pp. 232-235. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.2223/JPED.1477.

OBJETIVO: Investigar a prevalência de crianças com peso adequado que se sentem gordas e os fatores associados a essa percepção. METODOLOGIA: Estudo transversal com 901 escolares, entre 8 e 11 anos, selecionados por conglomerados. As crianças tiveram peso e altura aferidos e responderam um questionário com escala de auto-estima, autopercepção do peso e percepção da expectativa dos pais e amigos em relação a seu peso. RESULTADOS: A prevalência de escolares com percentil do índice de massa corporal (IMC) < 85 que se sentem gordos foi 13%, e as variáveis significativamente associadas a essa percepção foram sexo feminino (RC = 2,45; IC95% 1,42-4,24), ter 11 anos de idade (RC = 2,35; IC95% 1,13-4,89), quartil inferior de auto-estima (RC = 2,08; IC95% 1,17-3,68), percepção de que os pais gostariam que eles fossem mais magros (RC = 3,00; IC95% 1,52-5,91) e percentil do IMC (RC = 1,04; IC95% 1,03-1,06). CONCLUSÃO: A percepção de ser gordo, mesmo com peso adequado, atinge crianças antes da adolescência, em especial meninas de 11 anos de idade, com maior IMC, menor auto-estima e que pensam que seus pais gostariam que fossem mais magras. São necessários mais estudos que aprofundem as causas e conseqüências desse comportamento.

Keywords : Peso corporal; auto-imagem; criança.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese