SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.82 issue4Prevalence of exclusive breastfeeding and its determiners in the first 3 months of life in the South of BrazilMultivariate hierarchical model for physical inactivity among public school children author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

BUARQUE, Virgínia; LIMA, Marilia de Carvalho; SCOTT, Russel Parry  and  VASCONCELOS, Maria Gorete L.. O significado do grupo de apoio para a família de recém-nascidos de risco e equipe de profissionais na unidade neonatal. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2006, vol.82, n.4, pp. 295-301. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572006000500012.

OBJETIVO: Investigar o significado do grupo de apoio para a família de recém-nascidos de risco e equipe de profissionais na unidade neonatal. METODOLOGIA: Utilizou-se a abordagem qualitativa e, como referencial teórico, o cuidado centrado na família. O estudo foi realizado na unidade neonatal do Hospital Prontolinda, em Pernambuco. No período de janeiro a junho de 2004, foram realizadas 25 reuniões do grupo de apoio para a família. A coleta de dados foi realizada através da observação participante das reuniões do grupo e de entrevistas gravadas com 13 mães, seis pais, duas avós e 16 profissionais de saúde. As falas foram submetidas à análise de conteúdo, modalidade temática. RESULTADOS: A análise evidenciou que o grupo de apoio para a família de neonatos de risco proporcionou informação, apoio emocional e fortalecimento aos pais e familiares para que vivenciassem o nascimento e a hospitalização do filho na unidade neonatal, além de tê-los capacitado para assumir os cuidados com o recém-nascido. Paralelamente, houve crescimento interpessoal mútuo na interação entre pais, familiares e equipe de profissionais da unidade neonatal. CONCLUSÕES: O grupo de apoio para a família de neonatos de risco na unidade neonatal representa uma abordagem fundamentada nos princípios do cuidado centrado na família. A partir de tais princípios, pode-se restabelecer a competência parental, ajudar a equipe de profissionais a respeitar valores e sentimentos dos familiares, bem como contribuir para que pais e profissionais trabalhem em parceria na unidade neonatal.

Keywords : Grupos de apoio; família; recém-nascidos; unidade terapia intensiva neonatal.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese