SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.82 issue5The prevalence of and variables associated with smoking in children and adolescentsEarly microbial colonization of cystic fibrosis patients identified by neonatal screening, with emphasis on Staphylococcus aureus author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

MENDES, Izabel; CARVALHO, Manoel de; ALMEIDA, Rosimary Terezinha  and  MOREIRA, Maria Elizabeth. Uso da tecnologia como ferramenta de avaliação no cuidado clínico de recém-nascidos prematuros. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2006, vol.82, n.5, pp. 371-376. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572006000600011.

OBJETIVO: Analisar a aplicação do Neonatal Therapeutic Intervention Scoring System (NTISS) como um instrumento capaz de quantificar a utilização de tecnologias nas práticas assistenciais de unidades de terapia intensiva neonatal, no sentido de detectar variações nos cuidados ao recém-nascido de alto risco. MÉTODOS: Foi realizado um estudo observacional prospectivo descritivo da intensidade de tecnologias em duas unidades de terapia intensiva neonatal, sendo uma pública e uma privada. O NTISS foi calculado diariamente até a alta ou óbito dos recém-nascidos prematuros com idade gestacional igual ou inferior a 32 semanas de idade gestacional. Obtivemos dados sobre as condições clínicas pré-natais, de nascimento, da admissão e das morbidades apresentadas durante a internação. O ajuste de risco dos recém-nascidos prematuros foi obtido por meio do Score for Neonatal Acute Physiology, Perinatal Extension, Version II (SNAPPE-II). Para a análise descritiva, realizamos testes t de Student, qui-quadrado, exato de Fisher e Mann-Whitney/Wilcoxon. Este estudo foi aprovado pelo comitê de ética e pesquisa. RESULTADOS: Foram avaliados 44 recém-nascidos admitidos na unidade pública e 52 na unidade privada. Na admissão, o escore de gravidade (SNAPPE-II) e o NTISS total foram estatisticamente semelhantes em ambas as unidades. A curva de utilização de tecnologias apresentou padrão de queda gradual e progressiva para as duas unidades até o 31º dia. A partir desse dia, enquanto a unidade privada manteve a tendência de queda, a unidade pública mostrou um incremento significativo do NTISS total. Os pacientes da unidade pública desenvolveram mais morbidades do que os da unidade privada. CONCLUSÃO: Pacientes com quadros clínicos semelhantes podem ser tratados com diferentes intensidades de utilização de tecnologias. Isso pode ter impacto direto em morbidades e em custos assistenciais. O NTISS permitiu a monitorização da assistência e demonstrou ser um instrumento capaz de detectar variações de práticas que podem influenciar nos resultados clínicos e custos operacionais.

Keywords : Escore de gravidade; índice de utilização de tecnologias; avaliação de práticas assistenciais; recém-nascidos; prematuros; terapia intensiva.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese