SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.83 issue3Biochemical assessment of vitamin A in schoolchildren from a rural communityRenal involvement in Henoch-Schönlein purpura: a multivariate analysis of initial prognostic factors author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

MARTINS, Bianca M. R.; CARVALHO, Manoel de; MOREIRA, Maria E. L.  and  LOPES, José M. A.. Avaliação da eficácia clínica de uma nova modalidade de fototerapia utilizando diodos emissores de luz. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2007, vol.83, n.3, pp. 253-258. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572007000400011.

OBJETIVO: Avaliar a eficácia terapêutica de um sistema de fototerapia microprocessada que utiliza diodos emissores de luz (Super LED) de alta intensidade no tratamento da hiperbilirrubinemia em recém-nascidos prematuros. MÉTODOS: Ensaio clínico, randomizado e controlado, utilizando a fototerapia Super LED no grupo experimental e duas fototerapias halógenas no grupo controle. A randomização foi realizada em blocos e estratificada por peso de nascimento. A duração da fototerapia e a queda nos níveis séricos de bilirrubina total nas primeiras 24 horas de tratamento foram os principais desfechos analisados. RESULTADOS: Foram estudados 88 recém-nascidos, 44 no grupo da fototerapia Super LED e 44 no grupo da fototerapia halógena. As características demográficas da população foram semelhantes nos dois grupos. O nível sérico médio inicial de bilirrubina no grupo do Super LED (10,1±2,4 mg%) foi semelhante ao do grupo que recebeu fototerapia halógena (10,9±2,0 mg%). A queda percentual na concentração sérica de bilirrubina total nas primeiras 24 horas de tratamento foi significativamente maior (27,9 versus 10,7%, p < 0,01), e a duração do tratamento foi significativamente menor (36,8 versus 63,8 h, p < 0,01) no grupo do Super LED do que no grupo que recebeu fototerapia halógena. Após 24 horas de tratamento, um número significativamente maior de recém-nascidos recebendo fototerapia Super LED atingiu níveis de bilirrubina que permitiram a suspensão da fototerapia (23 versus 10, p < 0,01). CONCLUSÕES: Os resultados demonstram que a eficácia da fototerapia Super LED é significativamente maior do que a da fototerapia halógena no tratamento da hiperbilirrubinemia de recém-nascidos prematuros.

Keywords : Hiperbilirrubinemia neonatal; fototerapia.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese