SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.83 issue4Maternal perceptions and self-perception of the nutritional status of children and adolescents from private schoolsRandomized clinical trial of the impact of a nutritional supplement "multimixture" on the nutritional status of children enrolled at preschools author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

CHONG NETO, Herberto José; ROSARIO, Nelson Augusto; SOLE, Dirceu  and  MALLOL, Javier. Prevalência de sibilância recorrente em lactentes. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2007, vol.83, n.4, pp. 357-362. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572007000500012.

OBJETIVO: Verificar a prevalência da sibilância recorrente em lactentes na cidade de Curitiba (PR). MÉTODOS: Estudo transversal pela aplicação de questionários aos pais de lactentes, idade entre 12 e 15 meses, que procuraram unidades de saúde para imunização no período entre agosto de 2005 e dezembro de 2006. Este instrumento padronizado e validado consiste de perguntas sobre características demográficas, sibilância, infecções respiratórias e fatores de risco. Durante o período de estudo, a Secretaria Municipal de Saúde possuía 107 unidades de saúde, das quais 35 foram selecionadas por sorteio e distribuídas homogeneamente no território municipal. RESULTADOS: Um total de 1.364 lactentes (45,4%) apresentou um ou mais episódios de sibilância nos primeiros 12 meses de vida, com início aos 5,5±3,1 meses (média ± desvio padrão), e 678 (22,6%) tiveram três ou mais episódios. Utilizaram β2-agonistas, corticóides inalatórios, corticóides orais e antagonistas do receptor de leucotrienos 84,6, 18,5, 24,3 e 5,4% dos sibilantes, respectivamente. Sintomas noturnos, dificuldade intensa para respirar e visitas a emergência estiveram presente em 58,9, 46,2 e 57,6% dos lactentes que sibilaram; destes, 12,7% foram hospitalizados por asma e 10,9% tiveram diagnóstico médico de asma. Sintomas noturnos, visitas à emergência, gravidade dos sintomas, hospitalização por asma e diagnóstico médico de asma foram mais freqüentes entre os que apresentaram três ou mais crises (p < 0,001). CONCLUSÃO: A prevalência de lactentes sibilantes em Curitiba é elevada, com início precoce e alta morbidade. Possivelmente, esses lactentes representam um contingente expressivo de asmáticos.

Keywords : Epidemiologia; lactentes; sibilância; asma; tratamento.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese