SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.83 issue6The impact of admission to a pediatric intensive care unit assessed by means of global and cognitive performance scalesEchocardiographic abnormalities in children with obstructive breathing disorders during sleep author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

FERRAZ, Ivan S. et al. Nível sérico de zinco e sua associação com deficiência de vitamina A em crianças pré-escolares. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2007, vol.83, n.6, pp. 512-517. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572007000800006.

OBJETIVOS: Identificar a prevalência da deficiência de zinco em uma população com alta prevalência de deficiência de vitamina A; verificar se a deficiência de zinco apresenta associação com deficiência de vitamina A; verificar a influência de alguns fatores de risco (idade, sexo, diarréia e febre) na gênese da deficiência de zinco. MÉTODOS: Estudo transversal com 182 crianças saudáveis com idades > 24 meses e < 72 meses. Obtiveram-se amostras de sangue periférico em jejum para dosagem dos níveis séricos de zinco. Também foram obtidas informações sobre a presença de diarréia e/ou febre nos 15 dias precedentes à pesquisa. A identificação da deficiência de vitamina A foi realizada através do teste de dose-resposta após 30 dias a uma suplementação com vitamina A -+S30DR. RESULTADOS: Das crianças estudadas, 0,5% (1/182) apresentou nível sérico de zinco < 65 µg/dL; entretanto, 74,7% (136/182) apresentavam deficiência de vitamina A. Não houve correlação entre os níveis séricos de zinco e os de retinol. Episódios febris e/ou diarréicos não alteraram os níveis de zinco. Não houve também diferença entre os níveis de zinco entre os sexos. As crianças com idade entre > 48 e < 60 meses de idade tenderam a apresentar menores níveis de zinco do que as demais faixas etárias. CONCLUSÃO: A prevalência de deficiência de zinco foi baixa e não representou fator de risco para deficiência de vitamina A. As crianças com idades entre > 48 e < 60 meses tenderam a apresentar menores médias de nível sérico de zinco do que as demais faixas etárias. Febre e/ou diarréia prévios ao estudo não alteraram os níveis séricos de zinco.

Keywords : Zinco; fatores de risco; vitamina A; deficiência de vitamina A; pré-escolar.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese