SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84 issue4Compliance with antibiotic prophylaxis in children with sickle cell anemia: a prospective studyAccuracy of echogenic periportal enlargement image in ultrasonographic exams and histopathology in differential diagnosis of biliary atresia author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

BOSA, Vera Lúcia et al. Avaliação do estado nutricional de crianças e adolescentes com bronquiolite obliterante pós-infecciosa. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2008, vol.84, n.4, pp. 323-330. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572008000400007.

OBJETIVOS: Avaliar o estado nutricional de crianças e adolescentes portadores de bronquiolite obliterante e analisar a associação com aspectos clínicos e nutricionais. MÉTODOS: Estudo com 57 crianças e adolescentes. Realizou-se avaliação do estado nutricional (nas crianças, pelos escores z de peso/idade, estatura/idade e peso/estatura; nos adolescentes, por estatura/idade e percentis do índice de massa corporal), da composição corporal (avaliaram-se dobras cutâneas tricipital, subescapular e soma das duas e circunferência muscular do braço) e avaliação da função pulmonar nos maiores de 8 anos. RESULTADOS: Destaca-se o alto percentual de desnutrição (21,7%) e risco de desnutrição (17,5%). Nas crianças, o peso/idade e estatura/idade apresentaram maior percentual de desnutrição, 21,6 e 16,2%, respectivamente, ao passo que o peso/estatura subestimou este diagnóstico. Nos adolescentes, o índice de massa corporal demonstrou alto percentual de desnutrição (25%) e riscode desnutrição (20%). Na composição corporal, 51% apresentaram baixa reserva muscular, e a maioria dos pacientes apresentou reserva de gordura dentro da normalidade. O prejuízo da função pulmonar associou-se com menor desempenho ao exercício (r = 0,434; p = 0,024). A desnutrição e/ou risco nutricional e baixa reserva muscular associaram-se significativamente com teste de caminhada de 6 minutos (p = 0,032; p = 0,030). Não houve associação entre a espirometria e variáveis nutricionais (p > 0,05). CONCLUSÃO: Estes resultados salientam a necessidade de intervenção nutricional. Na avaliação nutricional, além da utilização dos indicadores de peso e estatura, faz-se necessária a associação da análise da composição corporal, para que um número maior de pacientes com desnutrição e/ou com risco aumentado de desenvolvê-la sejam identificados e adequadamente manejados.

Keywords : Bronquiolite obliterante; estado nutricional; composição corporal; antropometria; desnutrição; espirometria.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese