SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84 issue4Compliance with antibiotic prophylaxis in children with sickle cell anemia: a prospective studyAccuracy of echogenic periportal enlargement image in ultrasonographic exams and histopathology in differential diagnosis of biliary atresia author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

On-line version ISSN 1678-4782

Abstract

BOSA, Vera Lúcia et al. Avaliação do estado nutricional de crianças e adolescentes com bronquiolite obliterante pós-infecciosa. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2008, vol.84, n.4, pp. 323-330. ISSN 1678-4782.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572008000400007.

OBJETIVOS: Avaliar o estado nutricional de crianças e adolescentes portadores de bronquiolite obliterante e analisar a associação com aspectos clínicos e nutricionais. MÉTODOS: Estudo com 57 crianças e adolescentes. Realizou-se avaliação do estado nutricional (nas crianças, pelos escores z de peso/idade, estatura/idade e peso/estatura; nos adolescentes, por estatura/idade e percentis do índice de massa corporal), da composição corporal (avaliaram-se dobras cutâneas tricipital, subescapular e soma das duas e circunferência muscular do braço) e avaliação da função pulmonar nos maiores de 8 anos. RESULTADOS: Destaca-se o alto percentual de desnutrição (21,7%) e risco de desnutrição (17,5%). Nas crianças, o peso/idade e estatura/idade apresentaram maior percentual de desnutrição, 21,6 e 16,2%, respectivamente, ao passo que o peso/estatura subestimou este diagnóstico. Nos adolescentes, o índice de massa corporal demonstrou alto percentual de desnutrição (25%) e riscode desnutrição (20%). Na composição corporal, 51% apresentaram baixa reserva muscular, e a maioria dos pacientes apresentou reserva de gordura dentro da normalidade. O prejuízo da função pulmonar associou-se com menor desempenho ao exercício (r = 0,434; p = 0,024). A desnutrição e/ou risco nutricional e baixa reserva muscular associaram-se significativamente com teste de caminhada de 6 minutos (p = 0,032; p = 0,030). Não houve associação entre a espirometria e variáveis nutricionais (p > 0,05). CONCLUSÃO: Estes resultados salientam a necessidade de intervenção nutricional. Na avaliação nutricional, além da utilização dos indicadores de peso e estatura, faz-se necessária a associação da análise da composição corporal, para que um número maior de pacientes com desnutrição e/ou com risco aumentado de desenvolvê-la sejam identificados e adequadamente manejados.

Keywords : Bronquiolite obliterante; estado nutricional; composição corporal; antropometria; desnutrição; espirometria.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in Englishpdf in English | Portuguese Portuguese