SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84 issue4Growth in non-anemic infants supplemented with different prophylactic iron dosesSedation of hypercyanotic spells in a neonate with tetralogy of Fallot using dexmedetomidine author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557On-line version ISSN 1678-4782

Abstract

ANDRADE, Cláudia R. de; CAMARGOS, Paulo Augusto M.; IBIAPINA, Cássio da C.  and  LASMAR, Laura Maria de L. B. F.. Cortisol basal em asmáticos em uso de duas diferentes doses de propionato de fluticasona. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2008, vol.84, n.4, pp.373-376. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572008000400014.

OBJETIVOS: Avaliar os valores de cortisol basal em asmáticos persistentes em uso de propionato de fluticasona inalatório na dose de 200 ou 300 mcg/dia. MÉTODOS: O diagnóstico e a classificação da gravidade da asma basearam-se nas recomendações do Global Initiative for Asthma. Pacientes menores de 11 anos receberam fluticasona na dose de 200 mcg/dia, e aqueles com mais de 11 anos receberam 300 mcg/dia. Após 10 semanas de tratamento, a dosagem do cortisol foi realizada para avaliação da função adrenal. RESULTADOS: Foram avaliados 41 pacientes (65,9% do sexo masculino) entre 6 e 18 anos. Não houve diferença significativa entre as médias de cortisol basal nos pacientes que receberam 200 mcg/dia de propionato de fluticasona (n = 13) e naqueles que receberam 300 mcg/dia (n = 28). CONCLUSÕES: Os achados mostram que doses baixas a moderadas de propionato de fluticasona não causam supressão adrenal.

Keywords : Asma; cortisol; corticosteróides.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf epdf ) | Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License