SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84 issue4Basal cortisol in asthmatics on two different doses of fluticasone propionate author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

SENZAKI, Hideaki et al. O uso de dexmedetomidina na sedação de crises hipercianóticas em um recém-nascido com tetralogia de Fallot. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2008, vol.84, n.4, pp. 377-380. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.2223/JPED.1794.

OBJETIVO: A sedação é um passo importante para aliviar e prevenir a recorrência de cianose no manejo de pacientes com crises hipercianóticas associadas à tetralogia de Fallot (T4F). Este relato de caso ilustra a eficácia da sedação induzida por dexmedetomidina no manejo de crises hipercianóticas em um recém-nascido com T4F. DESCRIÇÃO: Um paciente recém-nascido a termo de 8 dias de idade com T4F apresentava crises hipercianóticas, indicadas por quedas abruptas no nível de saturação arterial (SpO2), medido por um oxímetro de pulso, de 80% até 50%, quando o paciente ficava agitado ou irritável. Nós começamos a infusão contínua de dexmedetomidina em uma dosagem de 0,2 µg/kg/min sem injeção de ataque em bolus. Cerca de meia hora depois do início da infusão de dexmedetomidina, o paciente atingiu um nível aceitável de sedação, e sua freqüência cardíaca diminuiu aproximadamente 20 batidas por minuto. Não houve nenhuma depressão respiratória aparente ou mudança acentuada em sua pressão arterial. A SpO2 também continuou estável durante a infusão de dexmedetomidina. No dia seguinte à sua hospitalização, o paciente passou com sucesso por uma operação de anastomose de Blalock-Taussig. COMENTÁRIOS: A dexmedetomidina pode ser útil no manejo de crises hipercianóticas em pacientes pediátricos com T4F.

Keywords : Crise hipercianótica; sedação; tetralogia de Fallot.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese