SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84 issue6Accuracy of white blood cell count, C-reactive protein, interleukin-6 and tumor necrosis factor alpha for diagnosing late neonatal sepsisDiagnosing the nutritional status of schoolchildren: a comparison between Brazilian and international criteria author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

ROSA, Antonia Maria et al. Doença respiratória e sazonalidade climática em menores de 15 anos em um município da Amazônia brasileira. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2008, vol.84, n.6, pp. 543-549. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572008000700012.

OBJETIVO: Analisar a sazonalidade climática dos atendimentos ambulatoriais por doença respiratória (DR) em menores de 15 anos. MÉTODOS: Estudo epidemiológico descritivo, realizado com dados dos Registros de Ocorrências Ambulatoriais das unidades básicas de saúde referentes ao período 2004-2005, do município de Tangará da Serra (MT). As estimativas populacionais foram obtidas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e os dados de umidade relativa do ar e temperatura, do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Foram construídas taxas médias de atendimento ambulatorial por DR segundo sexo, faixa etária e localização anatômica. Calculou-se a razão seca/chuva dos atendimentos de acordo com a localização anatômica da DR. Utilizou-se o Epi-Info 3.2 para análise dos dados, com as diferenças de proporção testadas através do teste do qui-quadrado, ao nível de significância de 5%. RESULTADOS: Indivíduos do sexo masculino tiveram taxa quase 50% maior (37,3/25,0) de atendimentos ambulatoriais por doenças das vias aéreas inferiores que os do sexo feminino. As taxas de atendimentos ambulatoriais por DR em menores de 15 anos apresentaram variação com o aumento da idade, passando de 457,7‰ nos menores de 1 ano de idade para 133,5‰ no grupo de 10 a 14 anos. Os atendimentos por DR foram em média 21% menos freqüentes(4.148/5.231) no período seco (p = 0,000). Observou-se picos de atendimento nos meses de março e agosto, mais acentuados em março, período chuvoso na região. CONCLUSÃO: Os atendimentos ambulatoriais por DR, especialmente por doenças das vias aéreas superiores, estão relacionados ao período chuvoso no município.

Keywords : Doenças respiratórias; sazonalidade climática; doenças das vias aéreas superiores; doenças das vias aéreas inferiores.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese