SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84 issue6Respiratory disease and climatic seasonality in children under 15 years old in a town in the Brazilian AmazonCase report: vertical dengue infection author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

SILVA, Henyse G. Valente da et al. Diagnóstico do estado nutricional de escolares: comparação entre critério nacional e internacional. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2008, vol.84, n.6, pp. 550-555. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.2223/JPED.1853.

OBJETIVO: Comparar critério nacional e internacional para avaliação do estado nutricional de escolares. MÉTODOS: Estudo transversal incluindo 160 crianças, 91 meninos e 69 meninas, de 7 a 9 anos completos, alunos de escola pública da cidade do Rio de Janeiro. Utilizou-se o índice de massa corporal (IMC) por gênero e idade para diagnosticar baixo peso, peso adequado e excesso de peso, empregando-se critérios propostos por Cole et al., Conde & Monteiro e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Foram aplicados teste t de Student, qui-quadrado, concordância de Kendall, qui-quadrado de tendência e gráficos demonstrando a evolução do IMC, segundo diagnóstico nutricional obtido com cada critério. RESULTADOS: As médias de IMC não diferiram entre sexos (t = 0,2845 e p = 0,7789). Segundo critérios propostos por autores, não houve baixo peso, enquanto que para os critérios da OMS, ocorreu um caso de baixo peso entre meninos. O teste de Kendall não demonstrou diferença significativa entre os três critérios (coeficiente de concordância: meninos = W < 0,0004, meninas = W < 0,0008 e p = 1,00). As discordâncias na avaliação predominaram entre meninos, atingindo 15,13%, sendo 13,04% para meninas. Observou-se significativa tendência crescente de diferenciação dos critérios com a idade dos meninos (qui-quadrado de tendência = 6,552 e p = 0,0105), evidenciada no gráfico e independente do estado nutricional. CONCLUSÕES: Os critérios utilizados convergem para o mesmo resultado, não havendo discrepâncias ou vantagens entre eles. Entretanto, para meninos, houve significativa tendência de diferenciação nos diagnósticos e evolução do IMC por idade, alertando para cuidado na opção dos diferentes critérios.

Keywords : Avaliação nutricional; estado nutricional; métodos de diagnóstico; índice de massa corporal; crianças.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese