SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue1Influence of programmed physical activity on body composition among adolescent studentsReceiver operating characteristic (ROC) curves to identify birth weight cutoffs to predict overweight in Mexican school children author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

ESPIRITO SANTO, Júlia L. do; PORTUGUEZ, Mirna W.  and  NUNES, Magda L.. Status cognitivo-comportamental de prematuros de baixo peso ao nascimento em idade pré-escolar que vivem em país em desenvolvimento. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2009, vol.85, n.1, pp. 35-41. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572009000100007.

OBJETIVO: Avaliar o desenvolvimento cognitivo e comportamental em idade pré-escolar de crianças prematuras com baixo peso ao nascimento que vivem em um país em desenvolvimento. MÉTODOS: Estudo transversal prospectivo de 80 recém-nascidos de um hospital universitário no sul do Brasil. A avaliação neuropsicológica aos 4-5 anos de idade incluiu a Escala de Inteligência de Wechsler para a Idade Pré-Escolar e Primária (WPPSI), a Escala de Conners para Pais Revisada (CPRS-R), o teste de Denver e exames neurológicos. As informações de desenvolvimento neuropsicomotor inicial e perinatal foram coletadas a partir do banco de dados durante o acompanhamento. Os resultados foram relacionados com o peso ao nascimento, o sexo e a idade gestacional. RESULTADOS: Os escores da WPPSI foram: quociente de inteligência (QI) total 88,00±16,96, QI verbal 89,72±16,72 e QI executivo 88,12±15,71 para o grupo com menos de 1.500 gramas; e QI total 91,11±14,73, QI verbal 93,36±12,65 e QI executivo 90,20±16,06 para o grupo entre 1.500 e 2.500 gramas. Os melhores escores foram obtidos em testes que avaliaram a capacidade de abstração e simbolização, completar figuras e percepção comum, nos quais apenas 5 e 6,3% das crianças apresentaram resultados anormais, respectivamente. Os menores escores foram obtidos em testes que avaliam a coordenação visual-motora e a flexibilidade-velocidade de raciocínio, nos quais 27,5 e 16,3% das crianças tiveram resultados anormais, respectivamente. No total, 32,5% das crianças tiveram resultados anormais em testes aritméticos. Comportamentos relacionados com transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) foram observados em 48% da amostra. Os baixos resultados na Escala Mental de Bayley e o resultado anormal no teste de Denver apresentaram correlação significativa com o TDAH (p = 0,017 e p = 0,004). Os resultados anormais na Escala Mental de Bayley (p < 0.001), teste de Denver (p < 0,001) e exame neurológico (p = 0,002) foram associados a baixo QI. CONCLUSÕES: Observou-se uma maior incidência de distúrbios cognitivos e comportamentais em idade pré-escolar na população estudada.

Keywords : TDAH; baixo peso ao nascimento; prematuridade; cognição; comportamento.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese