SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue1Cognitive and behavioral status of low birth weight preterm children raised in a developing country at preschool ageIs being small for gestational age a risk factor for retinopathy of prematurity? A study with 345 very low birth weight preterm infants author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

MORAES, Suzana A. de; FREITAS, Isabel C. M. de; MONDINI, Lenise  and  ROSAS, Juana B.. Curvas ROC para identificação de pontos de corte do peso ao nascer na predição do excesso de peso em escolares mexicanos. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2009, vol.85, n.1, pp. 42-47. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.2223/JPED.1858.

OBJETIVO: Identificar pontos de corte do peso ao nascer na predição do excesso de peso em crianças e adolescentes mexicanos em idade escolar da cidade de Chilpancingo, México, em 2004. MÉTODOS: Seiscentos e sessenta e dois escolares de ambos os sexos, entre 5 e 13 anos, foram selecionados por amostragem probabilística, com partilha proporcional ao tamanho. Medidas do peso ao nascer foram extraídas das carteiras de vacinação. Para a classificação do estado nutricional, utilizaram-se pontos de corte do índice de massa corporal (IMC) segundo idade e sexo. Equações de predição foram construídas utilizando-se modelos de regressão linear. Áreas sob as curvas ROC (receiver operating characteristic) foram calculadas e curvas ROC de dois gráficos (TG-ROC) foram construídas, respectivamente, para detecção da acurácia global e identificação de pontos de corte do peso ao nascer, correspondentes à intersecção das curvas de sensibilidade e especificidade. RESULTADOS: Entre as crianças, a prevalência de excesso de peso foi maior no sexo feminino (46%) que no masculino (38,5%); entre adolescentes, as respectivas prevalências foram de 43,5 e 38,9%. O IMC médio e os decis de peso ao nascer apresentaram relação linear. As áreas sob as curvas ROC apresentaram valores > 78% em cada estrato, detectando-se diferença, em relação ao sexo, no grupo de adolescentes. As curvas TG-ROC apresentaram pontos de corte do peso ao nascer mais elevados nos meninos que nas meninas, e as intersecções das curvas de sensibilidade e especificidade foram > 0,70. CONCLUSÕES: Os resultados do estudo indicaram que pontos de corte do peso ao nascer podem ser utilizados como marcadores de excesso de peso, na infância e adolescência, constituindo-se em estratégia para o rastreamento de grupos de risco.

Keywords : Índice de massa corporal; peso ao nascer; sensibilidade e especificidade; estudos transversais.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese