SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue2Expanding the application of a standardized questionnaire on recurrent wheezing in infancy author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

MOURA, Mônica Barthelson C. de; BRENELLI-VITALI, Maria Aparecida  and  MARBA, Sérgio T. M.. Tendência secular do tempo de permanência hospitalar de recém-nascidos sadios: 1951-2000. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2009, vol.85, n.2, pp. 175-178. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572009000200015.

OBJETIVO: Estudar a tendência secular da permanência hospitalar de recém-nascidos com peso > 2.500 g em uma maternidade de grande porte. MÉTODOS: Estudo descritivo, analítico e retrospectivo. Foram coletados dados de 5.001 nascidos vivos de 1951 a 2000, sadios, de gestação única. As variáveis estudadas foram: tempo de permanência hospitalar, peso, idade materna, tipo de parto e categoria de internação. Foi utilizada análise de regressão linear com estimação pelo método dos quadrados mínimos. RESULTADOS: A média anual da permanência hospitalar diminuiu no tempo estudado, sendo de 123 horas em 1951 e 67,2 horas em 2000. Utilizando-se método de regressão segmentada, evidenciou-se tendência significativa de queda no período entre 1951 e 1970, estabilização de 1971 a 1990 e discreto aumento, sem significado estatístico, a partir de 1991. A permanência hospitalar variou significativamente apenas com o tipo de parto. CONCLUSÃO: Houve decréscimo na permanência hospitalar no período estudado, devido apenas ao tipo de parto.

Keywords : Recém-nascido; tempo de internação; hospitalização.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese