SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue3Priapism in children: review of pathophysiology and treatmentIsolated and combined risks for anemia in children attending the nurseries of daycare centers author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

On-line version ISSN 1678-4782

Abstract

PARIZOTO, Giuliana M.; PARADA, Cristina M. G. de L.; VENANCIO, Sônia I.  and  CARVALHAES, Maria Antonieta de B. L.. Tendência e determinantes do aleitamento materno exclusivo em crianças menores de 6 meses. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2009, vol.85, n.3, pp. 201-208. ISSN 1678-4782.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572009000300004.

OBJETIVO: Estudar a tendência e os determinantes do aleitamento materno exclusivo no município de Bauru (SP). MÉTODOS: Foram comparados três inquéritos transversais, metodologicamente equivalentes, que integram projeto de monitoramento de indicadores de aleitamento materno no estado de São Paulo. Foram estudadas crianças de 0 a 6 meses de idade que compareceram a uma das duas etapas da campanha de multivacinação nos anos de 1999, 2003 e 2006, com respectivamente 496, 674 e 509 crianças. Apresentam-se estatísticas descritivas comparando a prevalência de aleitamento materno exclusivo segundo idade (em meses) e conjunto de crianças menores de 6 meses. As diferenças de prevalência foram expressas em termos de pontos percentuais e submetidas a teste estatístico (qui-quadrado de Pearson e tendência), adotando-se p < 0,05 como nível crítico. Também foram pesquisados fatores associados à interrupção do aleitamento materno exclusivo em 2006, mediante análise uni e multivariada. RESULTADOS: Detectou-se aumento da prevalência de aleitamento materno exclusivo em menores de 6 meses: no período 1999-2003, acréscimo de 9,1 pontos percentuais; no período 2003-2006, aumento de 6,6 pontos percentuais, alcançando taxa de crescimento anual de 2,3 pontos percentuais no primeiro período e de 2,2 pontos percentuais no segundo. Observou-se associação inversa significativa entre aleitamento materno exclusivo e uso de chupeta (razão de prevalência = 2,03; intervalo de confiança de 95% 1,44-2,84). CONCLUSÃO: A prevalência de aleitamento materno exclusivo em menores de 6 meses no município de Bauru quase triplicou no período estudado, passando de 8,5% em 1999 para 24,2% em 2006, aumento de 184,7%. O uso de chupeta foi o único fator associado com maior chance de interrupção do aleitamento materno exclusivo.

Keywords : Aleitamento materno; epidemiologia; studos transversais; nutrição infantil; leite humano.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf epdf ) | Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License