SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue4Lactobacilli and bifidobacteria in the feces of schoolchildren of two different socioeconomic groups: children from a favela and children from a private schoolEffects of conventional treatment of chronic functional constipation on total and segmental colonic and orocecal transit times author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

FERNANDES, Patrícia S.; BERNARDO, Carla de O.; CAMPOS, Rosângela M. M. B.  and  VASCONCELOS, Francisco de A. G. de. Avaliação do efeito da educação nutricional na prevalência de sobrepeso/obesidade e no consumo alimentar de escolares do ensino fundamental. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2009, vol.85, n.4, pp. 315-321. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572009000400008.

OBJETIVO: Avaliar o efeito de um programa de educação nutricional na prevalência de sobrepeso/obesidade e no consumo alimentar de alunos da 2ª série do ensino fundamental. MÉTODOS: Amostra composta por 135 escolares de uma escola privada e uma pública de Florianópolis (SC), divididos entre os grupos com intervenção (n = 55) e sem intervenção (n = 80). Realizaram-se duas avaliações antropométricas e de consumo alimentar, antes e após a aplicação de um programa de educação nutricional. O programa foi composto por oito encontros quinzenais e abordou temas referentes à alimentação saudável, confecção de lanches adequados e atividade física. O diagnóstico nutricional foi obtido pelo índice de massa corporal para idade, de acordo com o Centers for Disease Control and Prevention, e os alimentos consumidos na escola foram classificados em permitidos ou proibidos pela Lei das Cantinas de Santa Catarina. Os dados foram analisados no Statistical Package for the Social Sciences, considerando como significativo p < 0,05. RESULTADOS: O percentual de escolares com sobrepeso/obesidade passou de 21,8 para 23,6% nas turmas com intervenção e de 33,7 para 35,0% nas turmas sem intervenção (p > 0,05). Observou-se diminuição significante no consumo de suco artificial (p = 0,013), alimento proibido pela Lei, nas turmas com intervenção. Nas turmas sem intervenção, observou-se aumento significante no consumo de alimentos proibidos, como salgadinho industrializado (p = 0,021) e refrigerante (p = 0,031). Além disso, o cereal matinal, alimento apropriado para o lanche escolar, teve consumo reduzido (p = 0,039). CONCLUSÃO: Foram observadas melhorias em relação à qualidade dos alimentos consumidos pelos escolares após a aplicação do programa de educação nutricional, apesar de sua curta duração.

Keywords : Educação alimentar e nutricional; avaliação nutricional; hábitos alimentares; antropometria; sobrepeso; obesidade.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese