SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue4Lipodystrophy in children and adolescents with acquired immunodeficiency syndrome and its relationship with the antiretroviral therapy employedFactors associated with nipple trauma in the maternity unit author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

COSTANZI, Cristine B. et al. Fatores associados a níveis pressóricos elevados em escolares de uma cidade de porte médio do sul do Brasil. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2009, vol.85, n.4, pp. 335-340. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.2223/JPED.1913.

OBJETIVO: Verificar a prevalência de níveis pressóricos elevados e fatores associados em escolares de Caxias do Sul (RS). MÉTODOS: Estudo transversal de base escolar avaliou crianças de 7 a 12 anos de ambos os sexos, provenientes das redes privada e pública. Foram realizadas três medidas da pressão arterial em uma única situação. Mensurou-se peso, altura, circunferência da cintura, aptidão aeróbia (teste de corrida de 9 minutos) e situação socioeconômica. A estatística foi realizada através de teste do qui-quadrado e regressão logística para controle dos fatores de confusão. RESULTADOS: Participaram do estudo 1.413 crianças. A prevalência de escolares com níveis pressóricos elevados foi de 13,8% (sistólico, diastólico, sistólico/diastólico), e a proporção foi maior (dobro) para as crianças obesas e/ou com sobrepeso do que para as com peso normal. Crianças com circunferência da cintura aumentada apresentaram 2,8 vezes mais chance de ter níveis pressóricos elevados do que as com circunferência adequada (intervalo de confiança de 95% 2,513-3,186 e p = 0,000). Já os indivíduos com nível alto no Índice Econômico Nacional apresentaram 2,6 vezes mais chance de terem pressão arterial elevada. CONCLUSÕES: Neste estudo, os escolares de 7 a 12 anos de Caxias do Sul apresentaram uma alta prevalência de níveis pressóricos elevados, e a medida de circunferência da cintura aumentada mostrou-se associada a essa condição, bem como o nível socioeconômico alto e a baixa aptidão física. Sugere-se medidas que possam incentivar a prática de atividade física e controle alimentar para melhoria dos níveis pressóricos e consequente diminuição de fatores de risco.

Keywords : Criança; hipertensão arterial; epidemiologia; obesidade; aptidão física.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese