SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue6Hospitalization of children for asthma in the Brazilian Amazon: trend and spatial distributionHydrogen-ion potential of dobutamine hydrochloride solutions exposed to environmental conditions of neonatal intensive care units author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557On-line version ISSN 1678-4782

Abstract

EYMANN, Alfredo et al. Impacto da separação sobre a qualidade de vida de crianças em idade escolar. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2009, vol.85, n.6, pp.547-552. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.2223/JPED.1958.

OBJETIVO: Avaliar a qualidade de vida psicossocial em filhos de pais separados em idade escolar. MÉTODOS: Conduziu-se um estudo transversal no ambulatório pediátrico de um hospital comunitário. Foram incluídas crianças de 5 a 12 anos de idade, de famílias intactas e de famílias separadas. A qualidade de vida das crianças foi avaliada através de relatórios maternos, utilizando-se o Child Health Questionnaire - Parent Form 50. Um modelo de regressão linear múltipla foi construído incluindo variáveis clinicamente relevantes significativas para a análise univariada (coeficiente beta e IC de 95%). RESULTADOS: Trezentas e trinta famílias foram convidadas a participar e 313 preencheram o questionário. A análise univariada demonstrou que a qualidade de vida estava significativamente associada à separação parental, sexo da criança, tempo passado com o pai, padrão de vida e nível de instrução materno. Em um modelo de regressão linear múltipla, os escores de qualidade de vida se mostraram mais baixos em meninos -4,5 (-6,8 a -2,3) e mais altos para tempo passado com o pai 0,09 (0,01 a 0,2). Em famílias separadas, a regressão demonstrou que os escores de qualidade de vida foram maiores quando a separação dos pais ocorrera em acordo mútuo 6,1 (2,7 a 9,4), quando a mãe possuía nível universitário 5,9 (1,7 a 10,1) e para cada ano passado desde a separação 0,6 (0,2 a 1,1), enquanto os escores foram menores em meninos -5,4 (-9,5 a -1,3) e para cada incremento de um ano da idade materna -0,4 (-0,7 a -0,05). CONCLUSÃO: A qualidade de vida psicossocial das crianças foi afetada pela separação. O Child Health Questionnaire pode ser útil para detectar um declínio na qualidade de vida psicossocial.

Keywords : Argentina; crianças; estado de saúde; qualidade de vida relacionada ao estado de saúde; relações familiares; Child Health Questionnaire.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf epdf ) | Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License