SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.86 issue6Prevalence of intestinal parasitoses in children at the Xingu Indian ReservationPersistent operational challenges lead to non-reduction in maternal-infant transmission of HIV author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

ANDREASI, Viviane; MICHELIN, Edilaine; RINALDI, Ana Elisa M.  and  BURINI, Roberto Carlos. Aptidão física associada às medidas antropométricas de escolares do ensino fundamental. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2010, vol.86, n.6, pp. 497-502. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572010000600009.

OBJETIVO: Analisar a associação da aptidão física relacionada à saúde com os indicadores demográficos e antropométricos de crianças de três escolas do município de Botucatu (SP). MÉTODOS: A amostra deste estudo transversal foi de 988 escolares do ensino fundamental, do 2º ao 9º ano (faixa etária de 7 a 15 anos). As avaliações realizadas foram antropométricas (peso, estatura, circunferência abdominal e dobras cutâneas tricipital e subescapular) e de aptidão física relacionada à saúde (flexibilidade: teste de sentar e alcançar; força/resistência abdominal: teste abdominal em 1 minuto; e resistência aeróbia: teste de correr/andar por 9 minutos). Para a análise dos dados, utilizou-se estatística descritiva, teste t de Student, qui-quadrado ou exato de Fisher e regressão logística com nível de significância de 5%. RESULTADOS: As aptidões físicas estudadas foram significativamente influenciadas por idade (todas), sexo (força/resistência abdominal), obesidade (todas), adiposidade corpórea (flexibilidade, força/resistência abdominal) e adiposidade abdominal (força/resistência abdominal e resistência aeróbia). O sexo feminino mostrou-se mais propenso à inaptidão de força/resistência abdominal, enquanto que a obesidade e a hiperadiposidade abdominal predispõem os escolares à inaptidão de força/resistência abdominal e resistência aeróbia. O excesso de adiposidade corpórea aumentou as chances de ocorrência da flexibilidade do tronco fraca. CONCLUSÕES: As inaptidões físicas foram relacionadas ao sexo feminino, à obesidade e à hiperadiposidade abdominal. Programas de mudança do estilo de vida nas escolas, voltados à aptidão física e à adequação alimentar, preencheriam os objetivos de promoção da eutrofia e da maior aptidão física desses escolares.

Keywords : Criança; adolescente; estado nutricional; saúde escolar.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese