SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.87 issue1Comparison of noninvasive techniques to measure blood pressure in newbornsAnalysis of invasive pneumonia-causing strains of Streptococcus pneumoniae: serotypes and antimicrobial susceptibility author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

RAMOS, Regina Terse Trindade et al. Arquitetura do sono e perfil respiratório polissonográfico de crianças e adolescentes com fibrose cística. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2011, vol.87, n.1, pp. 63-69. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572011000100011.

OBJETIVOS: Avaliar a arquitetura do sono em crianças e adolescentes com fibrose cística (FC) e com suspeita clínica de distúrbios respiratórios do sono (DRS), e identificar o perfil respiratório polissonográfico desses pacientes. MÉTODOS: Os pais ou responsáveis dos pacientes com FC preencheram um questionário que abordava questões clínicas e relacionadas ao sono. As crianças e adolescentes que foram identificadas com quadro clínico sugestivo de DRS foram submetidas a polissonografia. Após a realização da polissonografia, os pacientes foram agrupados de acordo com o índice de apneia obstrutiva (IA) observado (< 1 ou > 1) e utilizou-se a análise fatorial de correspondência múltipla para análise e identificação dos perfis polissonográficos dos pacientes. RESULTADOS: Dos 74 pacientes que preencheram os critérios de inclusão para este estudo, 67 foram submetidos à polissonografia; observou-se que 38 (56,7%) dos 67 pacientes apresentaram um IA > 1. A mediana das idades foi de 8 anos. O grupo de pacientes com IA > 1 caracterizou-se por apresentar tempo total de sono (TTS) nos estágios 4 e no REM < 21 e 13%, respectivamente, latência do sono REM > 144 minutos, o percentual de TTS com saturação da oxi-hemoglobina medida por oximetria de pulso (SpO2) < 90% maior que 0,28 segundos e o índice de dessaturação de oxigênio maior que 0,92. CONCLUSÃO: Os resultados sugerem que pacientes pediátricos clinicamente estáveis com FC têm uma alta prevalência de DRS e apresentam frequentes queixas relacionadas ao sono, significativas alterações na sua arquitetura, assim como episódios de dessaturação de oxigênio durante o sono.

Keywords : Fibrose cística; crianças; adolescentes; polissonografia; apneia obstrutiva do sono.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese