SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.87 issue4Association of air pollution and hematologic parameters in children and adolescentsResults of research into the frequency of exclusive breastfeeding vary depending on the approach taken in the interview author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

CONTI, Patrícia Blau Margosian et al. Avaliação da postura corporal em crianças e adolescentes respiradores orais. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2011, vol.87, n.4, pp. 357-363. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.2223/JPED.2102.

OBJETIVO: Verificar a associação do tipo respiratório oral (RO) e nasal (RN) e da classificação da postura corporal em variáveis clínicas de crianças e adolescentes com a síndrome do respirador oral, em relação a um grupo-controle de mesma faixa etária. MÉTODOS: Estudo analítico do tipo observacional e transversal, com grupo-controle, realizado em hospital universitário. Foram incluídas crianças maiores de 5 anos, distribuídas em dois grupos: controle saudável (RN) e grupo RO. O grupo RO incluiu pacientes com diagnóstico de síndrome do respirador oral confirmado por exame clínico médico e nasofibroscopia. Participaram do grupo-controle voluntários saudáveis da mesma faixa etária, cujo tipo RN foi confirmado por avaliação médica. Todos os participantes foram submetidos à avaliação postural. Para análise dos dados, foram utilizados os testes: não paramétrico de Mann-Whitney, qui-quadrado e exato de Fisher, considerando-se nível de significância de 0,05%. RESULTADOS: Foram incluídos 306 RO e 124 RN. O tipo RO conferiu maior prevalência no gênero masculino (p = 0,0002), maior grau e frequência de obstrução nasal e tamanho das amígdalas (p = 0,0001) em comparação ao RN. Também apresentou maior incidência de rinite alérgica (p = 0,0001), padrão respiratório torácico (p = 0,0001), palato ogival (p = 0,0001) e classificação postural desfavorável (p = 0,0001) em relação ao grupo-controle. Os índices de classificação postural foram diretamente proporcionais à obstrução nasal (p = 0,0001) e ao gênero masculino (p = 0,0008). CONCLUSÕES: Alterações posturais foram significativamente mais frequentes nas crianças do grupo com síndrome do respirador oral, o que reforça a necessidade de precocidade no tratamento interdisciplinar dessa síndrome.

Keywords : Respiração bucal; criança; adenoides; tonsila; rinite; prevalência.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese