SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.88 issue1Effects of flaxseed on rat milk creamatocrit and its contribution to offspring body growthTesticular tumors in children and adolescents author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

Abstract

QUEIROZ, Valterlinda A. de O.; ASSIS, Ana Marlúcia O.; PINHEIRO, Sandra Maria C.  and  RIBEIRO JUNIOR, Hugo da C.. Preditores do crescimento linear no primeiro ano de vida em uma coorte prospectiva de crianças a termo com peso adequado. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2012, vol.88, n.1, pp. 79-86. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.2223/JPED.2143.

OBJETIVO: Investigar covariáveis que possam interferir na variação da média do índice comprimento/idade em escore Z no primeiro ano de vida de crianças nascidas a termo com peso adequado. MÉTODOS: Trata-se de um estudo de coorte prospectivo, envolvendo pares de mães e crianças recrutadas nas maternidades públicas de dois municípios do estado da Bahia, entre março de 2005 e outubro de 2006. Neste estudo, apresentam-se os resultados para o crescimento linear de 489 crianças acompanhadas durante os primeiros 12 meses de vida. O modelo de efeitos mistos foi utilizado para explorar a influência de covariáveis na média do índice comprimento/idade em escore Z no primeiro ano de vida. RESULTADOS: Na análise múltipla de efeito misto, observou-se que ausência de coabitação materna com companheiro (β = 0,2347; p = 0,004) e maior tempo de aleitamento materno exclusivo (β = 0,0031; p < 0,001) contribuíram positivamente, enquanto a altura materna menor do que 150 cm (β = -0,4393; p < 0,001), peso ao nascer entre 2.500-2.999 g (β = -0,8084; p < 0,001) e a anemia na criança (β = -0,0875; p < 0,001) contribuíram de forma negativa na variação das estimativas do índice comprimento/idade em escore Z. CONCLUSÕES: Assim, os resultados deste estudo indicam que a baixa estatura materna, o peso de nascimento < 3.000 g e a anemia influenciaram negativamente o crescimento linear no primeiro ano de vida, enquanto a maior duração do aleitamento materno exclusivo e a ausência de coabitação materna com companheiro exerceram influência positiva.

Keywords : Crescimento infantil; preditores; modelos de efeitos mistos; estudo de coorte.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese