SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.91 issue5Comparison of two maintenance electrolyte solutions in children in the postoperative appendectomy period: a randomized, controlled trial author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557On-line version ISSN 1678-4782

Abstract

ARAUJO, Georgia Véras de; OLIVEIRA JUNIOR, Mário Henriques de; PEIXOTO, Décio Medeiros  and  SARINHO, Emanuel Sávio Cavalcanti. Probióticos no tratamento das infecções do trato respiratório superior e inferior nas crianças: revisão sistemática baseada em ensaios clínicos randomizados. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2015, vol.91, n.5, pp.413-427. ISSN 0021-7557.  https://doi.org/10.1016/j.jped.2015.03.002.

OBJETIVOS:

Avaliar o efeito do uso de probióticos na redução dos sintomas, da duração da doença e da ocorrência de novos episódios de infecções respiratórias superior e inferior em crianças saudáveis.

FONTES DE DADOS:

Com a finalidade de identificar ensaios clínicos randomizados elegíveis, dois revisores acessaram quatro bases de dados eletrônicas (Medline/PubMed, Scopus [Elsevier], Web of Science e Cochrane [The Cochrane Library]), além do ClinicalTrials.gov, até janeiro de 2015. Foram usados descritores, por meio da ferramenta Medical Subject Headings, e foi seguido um mesmo protocolo de busca.

SÍNTESE DOS DADOS:

Os estudos apresentaram grande heterogeneidade em relação às cepas de probióticos, à forma de administração, ao tempo de uso e aos desfechos. Identificamos 11 ensaios clínicos randomizados, revisados por pares, que analisaram 2.417 crianças até 10 anos incompletos. Na análise dos estudos, redução de novos episódios de doença foi o desfecho favorável ao uso dos probióticos no tratamento das infecções respiratórias na criança. Importante salientar que essas pesquisas foram feitas, em sua maioria, em países desenvolvidos, com condições de saneamento, de assistência à saúde e de regulamentação rigorosa ao uso de probióticos bem estabelecidos e organizados. Quanto aos efeitos adversos, pouco relatados, configuram os probióticos como seguros.

CONCLUSÕES:

Apesar do resultado encorajador - redução de novos episódios de infecções respiratórias - destacamos a necessidade de pesquisas futuras, principalmente em países em desenvolvimento, onde as taxas de infecções respiratórias na criança são maiores quando comparadas com as dos países de elevada renda per capita identificados nesta revisão.

Keywords : Crianças; Infecções do trato respiratório; Probióticos.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )