SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.92 issue1Characterization of a group unrelated patients with arthrogryposis multiplex congenitaA short form of the neonatal intensive care unit family needs inventory author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557On-line version ISSN 1678-4782

Abstract

NASCIMENTO, Melissa Maria Romero et al. Percepção dos pais acerca da qualidade de vida relacionada à saúde de crianças e adolescentes com excesso de peso. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2016, vol.92, n.1, pp.65-72. ISSN 0021-7557.  https://doi.org/10.1016/j.jped.2015.04.006.

OBJETIVO:

Avaliar a percepção dos pais ou cuidadores a respeito da qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) de crianças/adolescentes com sobrepeso/obesidade e os possíveis fatores associados a essa percepção.

MÉTODOS:

Estudo transversal com a participação de 297 cuidadores de crianças e adolescentes eutróficos (n = 170) e com sobrepeso/obesidade (n = 127), provenientes de escolas públicas e privadas do município do estudo. Escores de QVRS obtidos por meio do Child Health Questionnaire - Parent Form 50 (CHQ-PF50) foram comparados de acordo com o estado nutricional e sexo das crianças/adolescentes. Análises de regressão múltipla foram usadas para determinar o valor preditivo das variáveis estudadas para a variação dos escores de QVRS.

RESULTADOS:

Pais de crianças/adolescentes com sobrepeso/obesidade atribuíram menores escores de QVRS para seus filhos nos domínios: função física (p < 0,01; d = 0,49), autoestima (p < 0,01; d = 0,38), impacto emocional dos pais (p < 0,05; d = 0,29), coesão familiar (p < 0,05; d = 0,26), sumário do escore físico (p < 0,05; d = 0,29) e sumário do escore psicossocial (p < 0,05; d = 0,25). Nos modelos de regressão múltipla, as variáveis com maior contribuição para a variação dos escores de QVRS foram: no domínio função física, impacto no tempo dos pais (ß = 0,23; p < 0,05); autoestima, estado nutricional (ß = -0,18; p ≤ 0,01); impacto emocional nos pais, impacto no tempo dos pais (ß = 0,31; p < 0,05); coesão familiar, comportamento global (ß = 0,30; p < 0,05).

CONCLUSÕES:

Há impacto negativo na QVRS de crianças/adolescentes com sobrepeso/obesidade em aspectos físicos e psicossociais. O estado nutricional foi a variável de maior contribuição para a avaliação da autoestima das crianças e adolescentes do presente estudo.

Keywords : Qualidade de vida; Criança; Adolescente; Sobrepeso; Obesidade; Autoimagem.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )