SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.93 número3Prevalência e caracterização das afecções cutâneas neonatais nas primeiras 72 horas de vida,Método para a avaliação de reações faciais hedônicas em recém-nascidos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Jornal de Pediatria

versão impressa ISSN 0021-7557versão On-line ISSN 1678-4782

Resumo

MESQUITA, Flávio da Silva et al. Teste rápido de detecção de antígenos para o diagnóstico do Vírus Sincicial Respiratório como ferramenta de diagnóstico,. J. Pediatr. (Rio J.) [online]. 2017, vol.93, n.3, pp.246-252. ISSN 0021-7557.  http://dx.doi.org/10.1016/j.jped.2016.06.013.

Objetivo:

Avaliar o teste QuickVue® RSV Test Kit (QUIDEL Corp, CA, EUA) para o diagnóstico rápido do vírus sincicial respiratório em crianças com doença respiratória aguda, comparandoo com a imunofluorescência indireta como padrão ouro. Visto que, no Brasil, testes rápidos para detecção de antígenos para vírus sincicial respiratório não são rotineiramente utilizados como ferramenta de diagnóstico, exceto para Dengue e Influenza.

Métodos:

Um total de 486 amostras de aspirado de nasofaringe de crianças menores de 5 anos com doença respiratória aguda, coletadas entre dezembro de 2013 e agosto de 2014, foram analisadas por imunofluorescência e pelo teste QuickVue®. Amostras com resultados discordantes entre os métodos foram submetidas a PCR em tempo real e sequenciamento.

Resultados:

Das 313 amostras positivas por IFI, 282 foram positivas no teste rápido (90%), 2 amostras foram positivas apenas no teste rápido (0.6%), 33 apenas na imunofluorescência (10.5%) e 171 foram negativas em ambos os métodos. As 35 amostras com resultados discordantes foram testadas por PCR em tempo real, sendo que duas que foram positivas apenas no teste rápido e 5 apenas na imunofluorescência confirmaram-se positivas. Não houve relação entre a ausência de positividade no teste QuickVue® com a carga ou com a cepa viral. O teste QuickVue® mostrou sensibilidade de 90.1%, especificidade 98.9%, valor preditivo positivo 99.3%, valor preditivo negativo de 94.6%, acurácia de 93.2% e índice de concordância de 0.85 em comparação à imunofluorescência.

Conclusões:

Nosso estudo demonstrou que o teste QuickVue® RSV pode ser efetivo na detecção precoce do vírus sincicial respiratório em amostras de aspirado de nasofaringe e é confiável como uma ferramenta de diagnósticos em pediatria.

Palavras-chave : Viroses Respiratórias; Virus Sincicial Respiratório - VSR; Teste Rápido de Detecção de Antígeno - TRDA.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )