SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 issue24 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Papéis Avulsos de Zoologia (São Paulo)

Print version ISSN 0031-1049On-line version ISSN 1807-0205

Abstract

ROSA, Fábio Ricardo da; LOPES, Iola Reis; SANCHES, Vítor Quadros Altomare  and  REZENDE, Emiko Kawakami. Distribuição de caranguejos Trichodactylidae (Crustacea, Brachyura) em alagados do Pantanal Mato-Grossense (Brasil) e sua correlação com a proximidade do rio Cuiabá e cobertura vegetal. Pap. Avulsos Zool. (São Paulo) [online]. 2009, vol.49, n.24, pp.311-317. ISSN 0031-1049.  http://dx.doi.org/10.1590/S0031-10492009002400001.

Há poucos estudos sobre caranguejos do Pantanal, e estes geralmente enfocam a carcinofauna de rios e lagoas. O Pantanal é a maior planície inundável do mundo, localizado em uma bacia sedimentar na região central da América do Sul, com cerca de 138 km2 de área. Há duas estações, de chuva e seca, com o período de inundação começando em janeiro e terminando em abril. Neste trabalho, estudamos a distribuição de caranguejos em habitats temporariamente inundados do Pantanal Mato-Grossense. A área de estudo está localizada entre os rios Cuiabá e São Lourenço, ambos afluentes do Rio Paraguai, localizado no centro-oeste brasileiro. Realizamos coletas diárias no período de cheia do pantanal (22/02 a 03/03 de 2008). Utilizamos 20 parcelas com 25 m2 cada para a coleta de dados ambientais e dos animais, mediante cerco com rede de malha 3 mm e captura com rede de arrasto de mesma malha. Removemos a vegetação e a lavamos dentro da parcela para remover animais associados. Diferenciamos os habitats em função das fitofisionomias, da disponibilidade de abrigo para animais, da forma de cobertura vegetal submersa, e da distância do rio. Estudamos o efeito dessas variáveis sobre a abundância de caranguejos associados aos habitats, através de teste de Kruskall-Wallis e regressão linear. Obtivemos densidade média de 0,63 indivíduos/m2, predominantemente jovens, e amostramos as três mais abundantes das seis de espécies de Trichodactylidae da região. Houve correlação positiva com formas de cobertura submersa, principalmente gramínea, e negativa com a distância do rio Cuiabá, mostrando que a migração ou dispersão para os alagados diminui com a distância do rio e se concentra em campos nativos ou antropizados. Provavelmente as gramíneas desempenham para os caranguejos, nos alagados, o mesmo papel que as macrófitas aquáticas desempenham em corpos d'água permanentes.

Keywords : Caranguejos de água doce; Bacia do rio Paraguai; Áreas inundáveis; Ocupação de hábitat; Dispersão de juvenis.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License