SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue4Controlled pressure mechanical ventilation with anesthesia closed system for low weight patients: experimental studyThromboprophilaxis and neuraxial blockade author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

BORGES, Clóvis José da Silva  and  ARAUJO, Sávio José Romuando de. Betanecol no tratamento da retenção urinária provocada pela morfina subaracnóidea. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2001, vol.51, n.4, pp. 345-349. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942001000400011.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A morfina tem sido utilizada nos bloqueios subaracnóideos para analgesia pós-operatória graças ao seu potencial analgésico prolongado e intenso. Porém, seus efeitos colaterais muitas vezes restringem seu uso. A retenção urinária é um deles. O objetivo deste estudo foi avaliar o emprego do betanecol para tratamento da retenção urinária causada pela morfina subaracnóidea, evitando assim a cateterização vesical do paciente. MÉTODO: De quarenta e sete pacientes que foram submetidos a procedimentos cirúrgicos com técnica anestésica de bloqueios subaracnóideos nas clínicas cirúrgicas e obstétricas com administração de morfina na dose de 0,1 mg, 26 pacientes apresentaram retenção urinária (55,3%). Quando o tratamento clássico (estimulação miccional e compressas locais) não evoluiu com sucesso, foram utilizadas doses fracionadas de 12,5 mg de betanecol, por via oral a cada hora, totalizando 50 mg em 4 horas. Após esse período sem resposta adequada ou se o paciente apresentasse incômodo vesical intenso antes de completar a última dose da medicação, seria feita cateterização vesical ou o uso de naloxona, classificando o método como ineficaz nesses casos. RESULTADOS: Nos pacientes que apresentaram retenção urinária, o tratamento conservador não obteve sucesso. Porém administrando-se betanecol de acordo com a padronização das doses nesse estudo, o mesmo foi eficaz em 14 pacientes (53,8%). CONCLUSÕES: O betanecol pode ser um bom coadjuvante no tratamento da retenção urinária provocada pela morfina subaracnóidea.

Keywords : ANALGÉSICOS, Opióides [morfina]; COMPLICAÇÕES [retenção urinária]; DROGAS [betanecol]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS, Regional [subaracnóidea].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese