SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 issue1Influence of midazolam and clonidine premedication on hypnosis level after anesthetic induction with propofol and alfentanil in children: bispectral index monitoringEpidural ketamine versus epidural clonidine as therapeutic for refractory neuropathic chronic pain author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

IMBELLONI, Luiz Eduardo. Raquianestesia com lidocaína a 2% pura em cirurgias  ortopédicas de curta duração: estudo em 250 pacientes. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2002, vol.52, n.1, pp. 24-33. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942002000100004.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Um dos mais importantes fatores que afeta o nível da analgesia após administração subaracnóidea de anestésicos locais é sua densidade em relação à densidade do líquido cefalorraquidiano. O objetivo deste estudo foi avaliar o inicio, a duração e a dispersão cefálica da lidocaína a 2% na raquianestesia após injeção em decúbito lateral em pacientes ortopédicos de cirurgia de curta duração. MÉTODO: Participaram do estudo 250 pacientes com idades entre 15 e 78 anos, estado físico ASA I e II escalados para diversos tipos de cirurgias ortopédicas, submetidos à raquianestesia com dose fixa de 3 ml de lidocaína a 2% (60 mg). Foram avaliados os seguintes parâmetros: latência, bloqueio motor, duração dos efeitos, dispersão cefálica da analgesia e alterações cardiocirculatórias. RESULTADOS: O tempo médio para a instalação da analgesia foi de 1,47 ± 0,75 min. Não houve correlação entre a idade e o tempo de latência. Ocorreu incidência de falhas em 1,75% dos pacientes. Houve diferença significativa entre os grupos para atingir o bloqueio motor completo, sendo mais rápido nos grupos mais idosos. O bloqueio motor completo ocorreu em 93% dos pacientes. A duração do bloqueio sensitivo foi de 102,32 ± 15,45 minutos e do bloqueio motor de 106,48 ± 16,48 minutos. Hipotensão arterial ocorreu em 5,6% e bradicardia em 1,2%. Observou-se três casos de sintomas neurológicos transitórios (1,2%) todos submetidos à videoartroscopia. CONCLUSÕES: Três ml de lidocaína a 2% isobárica proporcionam uma grande variação na dispersão da analgesia, com uma grande estabilidade cardiocirculatória e baixa incidência de SNT. A lidocaína a 2% pura é uma nova opção para cirurgias com tempo cirúrgico em torno de uma hora, podendo ser útil quando se pretende usar a raquianestesia em cirurgia ambulatorial.

Keywords : ANESTÉSICOS, Local [lidocaína]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS, Regional [subaracnóidea].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese