SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 issue3Simplified method to maintain propofol blood concentration in an approximately constant level associated to nitrous oxide in pediatric patients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

COSTA, Verônica Vieira da  and  SARAIVA, Renato Ângelo. Ação do óxido nitroso no sistema nervoso central: estudo eletrofisiológico como agente único e como agente coadjuvante . Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2002, vol.52, n.3, pp. 255-271. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942002000300001.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O óxido nitroso é o agente anestésico inalatório mais utilizado em todo o mundo. Seu mecanismo de ação é bastante discutido, com base em resultados experimentais e em evidências clínicas. O objetivo deste estudo é avaliar a ação eletrofisiológica deste fármaco no Sistema Nervoso Central através de monitorização específica. MÉTODO: Foram estudados vinte e cinco pacientes de ambos os sexos, com idades entre 6 e 25 anos, submetidos à cirurgia ortopédica ou plástica reparadora, os quais foram monitorizados com índice bispectral do eletroencefalograma (BIS) e potencial evocado somatossensitivo (PESS) durante a anestesia. Foram realizados registros basais do BIS e do PESS, bem como após o uso do óxido nitroso em fracionais alveolares (FA) de 30%, 50% e 66%. Em seguida o óxido nitroso era descontinuado e administrado aleatoriamente isoflurano ou desflurano em 0,5 CAM e 1 CAM. Mantinha-se 1 CAM do determinado agente e o óxido nitroso era novamente administrado nas mesmas concentrações anteriores. RESULTADOS: O óxido nitroso quando utilizado como agente único, produz uma redução no BIS que, embora seja estatisticamente significante, não expressa um estado de hipnose. Esta redução também ocorre quando utilizado como agente coadjuvante mas sem importância clínica. Como agente único, o óxido nitroso deprimiu significantemente a amplitude das ondas cerebrais, sem promover aumento na latência. O isoflurano e desflurano reduziram a amplitude e aumentaram a latência das ondas cerebrais. A associação do óxido nitroso a estes agentes, intensificou ainda mais estes efeitos nas ondas corticais. Não houve alteração significativa das ondas periférica e medular do PESS. CONCLUSÕES: O óxido nitroso tem uma pequena ação hipnótica, que não é captada completamente pelo BIS. Tem ação acentuada nas estruturas corticais, tanto como agente único como associado ao isoflurano e desflurano, o que pode explicar o seu bom efeito analgésico.

Keywords : ANESTÉSICOS [Gasoso: óxido nitroso]; ANESTÉSICOS [Volátil: desflurano, isoflurano]; MONITORIZAÇÃO [índice bispectral]; MONITORIZAÇÃO [potencial evocado somatossensitivo].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese