SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 issue5Residual analgesic effect of fentanyl in patients undergoing myocardial revascularization with cardiopulmonary bypassTomographic identification of popliteal nerves epineural sheath during foot intermittent regional anesthesia: case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

SOUZA, Rogério Helcias de; ISSY, Adriana Machado  and  SAKATA, Rioko Kimiko. Analgesia intra-articular com morfina, bupivacaína ou fentanil após operação de joelho por videoartroscopia. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2002, vol.52, n.5, pp. 570-580. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942002000500007.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O uso de métodos que promovam analgesia para dor do joelho sem prejudicar a função motora tem sido bastante pesquisado. O objetivo do presente estudo foi comparar o efeito analgésico da morfina, da bupivacaína e do fentanil, com a solução fisiológica, injetada por via intra-articular após operação de joelho por videoartroscopia. MÉTODO: Sessenta pacientes foram divididos de forma aleatória, em quatro grupos: GI (n=15) - 10 ml de solução fisiológica; GII (n = 15) - 2 mg de morfina diluídos para 10 ml de solução fisiológica; GIII (n = 15) - 10 ml de bupivacaína a 0,25%; GIV (n = 15) - 100 µg de fentanil diluídos para 10 ml de solução fisiológica, injetados ao término da operação. Todos os pacientes foram submetidos à anestesia subaracnóidea com 15 mg de bupivacaína hiperbárica. A intensidade da dor foi avaliada pela escala analógica visual (imediatamente após o término da operação e após 6, 12, 18 e 24 horas), bem como a necessidade de complementação analgésica (dipirona 1 g por via venosa). Foram anotados os possíveis efeitos colaterais. RESULTADOS: Não houve diferença significativa na intensidade da dor entre os grupos, na quase totalidade dos tempos estudados. Houve diferença estatística até seis horas, quando o grupo fentanil apresentou intensidade da dor significativamente menor. O grupo morfina necessitou de maior número de complementações com dipirona. Os efeitos colaterais foram mínimos, sem significância estatística. CONCLUSÕES: Não houve diferença significativa entre a analgesia promovida pelas soluções estudadas na maioria dos tempos investigados.

Keywords : ANALGESIA [Pós-operatória]; ANALGESIA [intra-articular]; ANALGÉSICOS [Opióides]; ANALGÉSICOS [fentanil]; ANALGÉSICOS [morfina]; CIRURGIA [Ortopédica].

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese