SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 issue1Evaluation of electroencephalographic parameters during the administration of different nitrous oxide concentrationsEvaluation of maternal acid-base status after different doses of spinal sufentanil for cesarean section and its effects on the neonates author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

BRAGA, Angélica de Fátima de Assunção et al. Dose preparatória versus injeção única: estudo comparativo entre diferentes doses de cisatracúrio. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2003, vol.53, n.1, pp. 9-16. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942003000100002.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A técnica da dose preparatória é uma alternativa para encurtar o tempo de latência dos bloqueadores neuromusculares adespolarizantes. O objetivo deste estudo foi avaliar o tempo para instalação do bloqueio neuromuscular máximo, as condições de intubação traqueal e as alterações cardiocirculatórias ocasionadas por diferentes doses de cisatracúrio em injeção única e em doses fracionadas. MÉTODO: Foram estudados 80 pacientes, estado físico ASA I e II, distribuídos em dois grupos de acordo com a dose de cisatracúrio: Grupo I (0,1 mg.kg-1) e Grupo II (0,2 mg.kg-1). Formaram-se subgrupos de acordo com a técnica de curarização usada: Subgrupos P1 e P2 (dose preparatória) - 0,02 mg.kg-1ou 0,04 mg.kg-1 de cisatracúrio, respectivamente, seguido após um minuto de 0,08 mg.kg-1 ou 0,16 mg.kg-1 do mesmo bloqueador neuromuscular, respectivamente; Subgrupos U1 e U2 - injeção única de dose total de 0,1 mg.kg-1 ou 0,2 mg.kg-1 de cisatracúrio, respectivamente. A Indução anestésica foi feita com etomidato precedido de alfentanil. A função neuromuscular foi monitorizada empregando-se a SQE a cada 12 segundos. Foram avaliados: o tempo para instalação do bloqueio neuromuscular máximo; as alterações de pressão arterial média e de freqüência cardíaca, e as condições de intubação traqueal. RESULTADOS: Os tempos para instalação do bloqueio neuromuscular máximo foram: Grupo I (3,90 ± 0,60 min e 3,88 ± 0,74 min, nos subgrupos P1 e U1, respectivamente) e Grupo II (1,40 ± 0,40 min e 2 ± 0,30 min, nos subgrupos P2 e U2, respectivamente) sem diferença significativa. A comparação entre os subgrupos P1 e P2 e os subgrupos U1 e U2, mostrou diferença significativa. As condições de intubação traqueal foram aceitáveis em todos os pacientes sem alterações cardiocirculatórias. CONCLUSÕES: As doses empregadas de cisatracúrio não encurtou o tempo para a instalação do bloqueio neuromuscular máximo, em relação ao seu emprego em injeção única, porém proporcionaram condições aceitáveis de intubação traqueal, sem alterações cardiocirculatórias.

Keywords : BLOQUEADORES NEUROMUSCULARES [Adespolarizantes]; BLOQUEADORES NEUROMUSCULARES [cisatracúrio].

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese