SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 número1Los clientes y la evaluación pré-operatoria ambulatorialUso de dexmedetomidina en anestesiologia índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista Brasileira de Anestesiologia

versión impresa ISSN 0034-7094

Resumen

ALLARCON, Jorge Barrios; MALITO, Maurício; LINDE, Herman  y  BRITO, Marcos Euder Mendonça. Alergia ao látex. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2003, vol.53, n.1, pp. 89-96. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942003000100012.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O látex, (cis 1,4 polyisoprene) está muito presente no dia-a-dia do anestesiologista. Os primeiros relatos de alergia ao látex datam de 1933. A sensibilidade ao látex na população de anestesiologistas é de 12,5% a 15,8%. A incidência de sensibilidade ao látex aumenta muito em grupos específicos, podendo produzir reações graves e até mesmo fatais. O objetivo desse estudo foi realizar uma revisão bibliográfica sobre o assunto, abordando este tema de interesse para o anestesiologista, considerando diagnóstico, prevenção e tratamento da alergia ao látex. CONTEÚDO: Os estudos sobre a prevalência das reações alérgicas ao látex variam muito conforme a população estudada e os métodos utilizados para estabelecer a sensibilidade ao antígeno. Mesmo com estas variações, existem alguns grupos em que o risco é elevado, particularmente em pacientes com distúrbio na formação do tubo neural. As manifestações clínicas variam desde dermatite de contato até anafilaxia e óbito. O diagnóstico precoce com pesquisa de IgE pode prevenir as reações de hipersensibilidade. CONCLUSÕES: É de extrema importância o diagnóstico precoce da alergia ao látex. A abordagem desses pacientes em ambientes livres de látex evitam a sensibilização e evolução muitas vezes para quadros dramáticos.

Palabras llave : COMPLICAÇÕES [Alergia]; COMPLICAÇÕES [látex].

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués