SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.53 issue5Analgesia and sedation with epidural clonidine associated to 0.75% ropivacaine in the postoperative period of open cholecystectomyRenal and cardiovascular effects of dopamine and 7.5% sodium chloride infusion: experimental study in dogs with water restriction author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

LAHOZ, Daniel Espada; ESPADA, Eloisa Bonetti  and  CARVALHO, José Carlos Almeida. Bloqueio extraconal para facectomia com implante de lente intra-ocular: influência do fentanil associado ao anestésico local na qualidade do bloqueio e na analgesia pós-operatória. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2003, vol.53, n.5, pp. 591-599. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942003000500006.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A anestesia locorregional para cirurgias oftalmológicas oferece vantagens, como: mínimas alterações fisiológicas, anestesia completa, bloqueio dos reflexos oculares, pequena incidência de náuseas e vômitos, menor tempo de recuperação e analgesia pós-operatória. A preocupação constante com a qualidade do bloqueio, assim como da abordagem da analgesia pós-operatória deve ficar sob a responsabilidade do anestesiologista. O objetivo deste estudo foi avaliar se o fentanil contribui na qualidade do bloqueio extraconal e na analgesia pós-operatória de facectomias com implante de lente intra-ocular. MÉTODO: Estudou-se a associação do fentanil e bupivacaína a 0,75% na qualidade do bloqueio ocular e na analgesia pós-operatória em 164 pacientes submetidos a facectomia com implante de lente intra-ocular (técnica extracapsular), de ambos os sexos com homogeneidade de parâmetros antropométricos, olho operado, classificação do estado físico (ASA) e índice de risco cardíaco de Goldman. Os pacientes foram distribuídos em dois grupos (82 pacientes em cada grupo) por sorteio de forma aleatória, com e sem fentanil. Avaliou-se a qualidade do bloqueio por: aparecimento da dor no per-operatório, manutenção de movimentação das pálpebras ou do globo ocular, persistência do reflexo de Bell, número de bloqueios realizados para a obtenção de condições cirúrgicas e avaliação do bloqueio pelo cirurgião. A analgesia pós-operatória foi avaliada pela necessidade de complementação analgésica pelo paciente. RESULTADOS: Fentanil associado à solução anestésica no bloqueio extraconal aumentou significativamente o bloqueio do músculo reto medial (com fentanil - 17,1%, sem fentanil - 32,9%) e diminuiu o consumo de analgésicos no período pós-operatório (uso de analgésicos com fentanil - 20,7%, não uso de analgésicos com fentanil - 41,5%). CONCLUSÕES: Nas condições deste estudo o fentanil melhorou a qualidade do bloqueio quanto à motilidade do músculo reto medial e diminuiu a necessidade de analgésicos no pós-operatório.

Keywords : ANALGÉSICOS [Opióides]; ANALGÉSICOS [fentanil]; ANESTÉSICOS [Local]; ANESTÉSICOS [bupivacaína]; CIRURGIA [Oftalmológica]; CIRURGIA [catarata]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [Regional]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [bloqueio extraconal].

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese