SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue2Macroscopic infrared analysis of inhaled nitrous oxide diffusion to abdominal cavity in rats submitted to pneumoperitoneumPeripheral regional analgesia with lidocaine in burned patient: case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

CANTINHO, Fernando Antônio de Freitas; SANTOS, Fernando Guedes  and  SILVA, Antônio Carlos Pereira da. Conduta anestésica em balneoterapia de pacientes queimados: avaliação prospectiva de 2852 procedimentos. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2004, vol.54, n.2, pp. 229-238. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942004000200010.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A analgesia profunda no paciente queimado, que necessita de cuidados diários das lesões, constitui um campo de atuação do anestesiologista em que as referências de conduta ainda são muito escassas. O objetivo deste estudo foi avaliar a conduta anestésica em balneoterapia de pacientes queimados em 2852 procedimentos. MÉTODO: Foi realizada avaliação prospectiva das alternativas de analgesia e sedação empregadas por anestesiologistas, no período de 1 ano. Idade, peso, sexo, superfície corporal queimada (SCQ), drogas e doses empregadas, duração, monitorização, número de procedimentos por paciente e complicações foram registrados. Para a análise dos resultados, a amostra foi dividida em grupos: grupo A, com idade até 10 anos; grupo B, 11 a 17 anos; grupo C, 18 a 65 anos; grupo D, acima de 65 anos e os dados foram comparados. RESULTADOS: Foram 2852 procedimentos realizados em 134 pacientes. No grupo A, foram 743 procedimentos em 42 pacientes; no grupo B, 354 procedimentos em 16 pacientes; no grupo C, 1573 procedimentos em 68 pacientes; no grupo D, 182 procedimentos em 8 pacientes. Em toda a amostra, a S(+)-cetamina por via venosa, como agente único, foi usada em 116 casos. A S(+)-cetamina, associada ao midazolam, por via venosa, foi usada em 631 casos. A S(+)-cetamina, associada ao midazolam e ao fentanil, por via venosa, foi usada em 1562 casos. A S(+)-cetamina por via muscular, como agente único, foi empregada em 188 casos, sendo 173 no grupo A. O propofol foi associado em outros 149 casos. A cetamina racêmica foi usada em mais 142 casos. O alfentanil, como alguns outros agentes, foi pouco usado. A duração dos procedimentos foi de 29,3 ± 10,6 minutos; maior peso e SCQ se correlacionaram com aumento significante da duração. Houve 30 casos de diminuição da SpO2 abaixo de 90%, sendo 3 casos (0,59%) no subgrupo que recebeu S(+)-cetamina e midazolam por via venosa, e 24 casos (1,93%) no que recebeu S(+)-cetamina, midazolam e fentanil pela mesma via (p = 0,039). Houve um caso de parada cardíaca em paciente moribundo, que foi recuperado, prosseguindo-se o banho até o final. CONCLUSÕES: A S(+)-cetamina, o midazolam e o fentanil foram os agentes mais empregados, sendo a S(+)-cetamina o principal agente. As técnicas anestésicas empregadas mostraram-se seguras e eficazes.

Keywords : ANESTESIA; TERAPÊUTICA [balneoterapia].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese