SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 número3Efecto de la administración del atracúrio sobre la recuperación del bloqueo neuromuscular inducido por el pancuronioAspectos de la función tiroidea en lactantes sometidos a cirugía cardíaca con circulación extracorpórea índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista Brasileira de Anestesiologia

versión impresa ISSN 0034-7094versión On-line ISSN 1806-907X

Resumen

KIM, Sílvia M. et al. Comparação entre a medida contínua do débito cardíaco e por termodiluição em bolus durante a revascularização miocárdica sem circulação extracorpórea. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2004, vol.54, n.3, pp.319-324. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942004000300005.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A cirurgia de revascularização miocárdica sem o uso de circulação extracorpórea (CEC) relaciona-se a importantes alterações hemodinâmicas bruscas, que podem não ser prontamente detectadas pela medida contínua de débito cardíaco. Este estudo compara resultados obtidos pela medida do índice cardíaco com o cateter de artéria pulmonar com filamento térmico (Baxter Edwards Critical Care, Irvine, CA) com o método padrão por termodiluição com solução, durante a anastomose coronariana distal. MÉTODO: Dez pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica sem CEC foram monitorizados com o cateter de artéria pulmonar com filamento térmico. As medidas de índice cardíaco foram obtidas em quatro momentos: no início da anestesia, enquanto o tórax ainda estava fechado (M1), após a esternotomia (M2), após a estabilização do coração com o aparelho octopus (M3) e ao final da anastomose coronariana distal (M4). RESULTADOS: Houve diminuição significativa (p < 0,05) do índice cardíaco durante a anastomose coronariana, detectada pela medida com termodiluição com bolus de solução. O índice cardíaco variou de 2,8 ± 0,7 para 2,3 ± 0,8 l.min.m-2 no início da anastomose e 2,5 ± 0,8 l.min.m-2 ao final da mesma. Essa variação não foi detectada pela medida contínua (de 3 ± 0,6 para 3,2 ± 0,5 e 3,1 ± 0,6 l.min.m-2 durante a anastomose coronariana). CONCLUSÕES: A medida de débito cardíaco contínuo utilizando o cateter de artéria pulmonar com filamento térmico apresentou atraso na detecção das alterações hemodinâmicas agudas relacionadas à mudança do posicionamento do coração na cirurgia de revascularização miocárdica sem CEC.

Palabras clave : CIRURGIA [Cardíaca]; CIRURGIA [revascularização do miocárdio]; MONITORIZAÇÃO [débito cardíaco]; TÉCNICAS DE MEDIÇÃO [termodiluição].

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués | Inglés     · Inglés ( pdf ) | Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons