SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue5Unilateral spinal anesthesia with low 0.5% hyperbaric bupivacaine doseChildren, parents and anxiety author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

VASCONCELOS FILHO, Paulo de Oliveira; CARMONA, Maria José Carvalho  and  AULER JUNIOR, José Otávio Costa. Peculiaridades no pós-operatório de cirurgia cardíaca no paciente idoso. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2004, vol.54, n.5, pp. 707-727. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942004000500014.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O paciente idoso tem características fisiológicas próprias e, muitas vezes, pode apresentar deficiências orgânicas ou afecções graves, que por si, já tornam o pós-operatório complicado. O objetivo deste artigo é apresentar uma revisão das condutas pós-operatórias de cirurgia cardíaca no idoso, apresentando as alterações mais freqüentes nesse tipo de paciente. CONTEÚDO: As condutas no período intra-operatório do paciente idoso devem ser tomadas tendo em vista a diminuição da morbidade pós-operatória. Na chegada do paciente idoso à UTI, devem ser cumpridos os mesmos critérios utilizados na internação de outros pacientes adultos de cirurgia cardíaca, para o serviço ter sempre um padrão, que não leve a uma alteração na rotina e que não provoque equívocos. Estabelecer um plano de cuidados intensivos para o pós-operatório de cirurgia cardíaca irá resultar em uma ótima utilização de recursos da unidade, em efetividade de atenção e em diminuição do tempo nos cuidados em relação ao paciente idoso. Os exames auxiliares solicitados também devem seguir um padrão, estabelecido pelo serviço, a não ser que alterações sejam identificadas. Complicações neurológicas, pulmonares, circulatórias, insuficiência renal, infecção e hipotireoidismo são freqüentes, com particularidades no idoso. Elas estão delineadas neste artigo e devem ser bem compreendidas pelo intensivista que cuida desse tipo de paciente. CONCLUSÕES: As complicações apresentadas neste artigo são as que trazem maior preocupação ao intensivista, quando há um paciente idoso em pós-operatório de cirurgia cardíaca na UTI. Este paciente necessita de cuidados especiais, mesmo quando a cirurgia transcorre em perfeita normalidade, pois o estresse cirúrgico é muito grande e o idoso tem reserva funcional diminuída.

Keywords : AVALIAÇÃO PÓS-OPERATÓRIA; CIRURGIA, Cardíaca [idoso]; COMPLICAÇÕES [Pós-operatória].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese