SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 issue4Transportation of patients to the post-anesthetic recovery room without supplemental oxygen: repercutions on oxygen saturation and risk factors associated with hypoxemiaPostoperative analgesia for cesarean section: does the addiction of clonidine to subarachnoid morphine improve the quality of the analgesia? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

NORA, Fernando Squeff; AGUZZOLI, Marcos  and  OLIVEIRA FILHO, Getúlio Rodrigues de. Atitudes atuais de anestesiologistas e médicos em especialização com relação à anestesia venosa total. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2006, vol.56, n.4, pp. 362-369. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942006000400004.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: No passado, tempo, custos, informações, treinamento e avaliação da profundidade da anestesia limitavam a aceitação da anestesia venosa total (TIVA). O objetivo deste estudo foi determinar atitudes de anestesiologistas e médicos em especialização com relação à anestesia venosa total. MÉTODO: Um questionário foi enviado a 150 anestesiologistas e 102 residentes. A concordância (C) e discordância (D) em cada item foram comparadas por testes z (consenso, se p < 0,05). RESULTADOS: Houve 98 respostas. Os dados representaram números de respostas por categoria. A maioria dos participantes concordou que a qualidade do despertar estimula o uso de TIVA (C/D = 86/8; p < 0,05); que o futuro reside no desenvolvimento de fármacos com rápido início de ação e pronta recuperação (C/D = 88/5; p < 0,05); que gostaria de utilizar TIVA com mais freqüência (C/D = 72/21; p < 0,05) e de saber mais sobre TIVA (C/D = 77/14; p < 0,05). Não houve consenso sobre o nível de conhecimento para realizá-la, comparada com a anestesia inalatória (C/D = 48/47); a maioria não expressou preocupação com a consciência intra-operatória (C/D = 20/77; p < 0,05), mas concordou que a disponibilidade de monitores de consciência aumentaria a utilização de TIVA (C/D = 64/25; p < 0,05). Não houve consenso se a necessidade de bombas de infusão (C/D = 52/40) e custos (C/D = 52/39) limita o seu uso. CONCLUSÕES: As atitudes com relação à TIVA foram predominantemente positivas. Não houve consenso sobre as contribuições do nível de conhecimento, dos dispositivos de infusão e dos custos para o uso de TIVA.

Keywords : METODOLOGIA CIENTÍFICA [pesquisa de opinião]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS, Geral [venosa].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese