SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 issue6Hypobaric 0.15% bupivacaine versus hyperbaric 0.5% bupivacaine for posterior (dorsal) spinal block in outpatient anorectal surgery author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

CAETANO, Ana Maria Menezes; FALBO, Gilliatt Hanois  and  LIMA, Luciana Cavalcanti. Comparação entre três técnicas regionais de analgesia pós-operatória em crianças com ropivacaína. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2006, vol.56, n.6, pp. 561-570. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942006000600001.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor pós-operatória acarreta um aumento nos gastos e gera insatisfação dos pais com relação à prescrição analgésica para os seus filhos. A ropivacaína apresenta larga margem de segurança em anestesia regional em pediatria. O objetivo deste estudo foi comparar a anestesia peridural sacra (PS) com o bloqueio dos nervos ileoinguinal/ileohipogástrico (BIHII) e com a infiltração da ferida operatória (IFO) utilizando a ropivacaína para a analgesia pós-operatória em crianças. MÉTODO: Foram estudadas 87 crianças do sexo masculino, com idade entre 1 e 5 anos, submetidas a herniorrafias inguinais eletivas unilaterais. As crianças receberam de forma aleatória a PS, o BIHII ou a IFO. Pesquisou-se a necessidade de analgésico no pós-operatório, o tempo necessário para a sua 1ª dose, a intensidade da dor e o grau de bloqueio motor. RESULTADOS: No Grupo da IFO observou-se maior necessidade de analgésicos, e maior intensidade de dor nas primeiras duas horas, quando comparada com a PS e com o BIHII. Apenas crianças submetidas a PS apresentaram bloqueio motor de grau leve. O tempo médio da necessidade da 1ª dose de analgésico foi semelhante entre os grupos. CONCLUSÕES: O BIHII apresentou superioridade sobre a IFO, sobretudo nas primeiras duas horas de pós-operatório. As três técnicas anestésicas podem ser utilizadas com segurança e eficácia no controle da dor pós-operatória de herniorrafia inguinal em crianças.

Keywords : ANALGESIA, Pós-operatória; ANESTÉSICOS, Local [ropivacaína]; CIRURGIA, Pediátrica [herniorrafia inguinal unilateral]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [Regional]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [Infiltrativa]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [bloqueio ileoinguinal]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [ileohipogástrico]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [peridural sacra].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese