SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 issue6Hypobaric 0.15% bupivacaine versus hyperbaric 0.5% bupivacaine for posterior (dorsal) spinal block in outpatient anorectal surgeryA transversal study on preoperative anxiety in children: use of the modified Yale scale author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

COSTA, Verônica Vieira da; RODRIGUES, Mônica Rossi; FERNANDES, Maria do Carmo Barretto de Carvalho  and  SARAIVA, Renato Ângelo. Complicações e seqüelas neurológicas da anestesia regional realizada em crianças sob anestesia geral: um problema real ou casos esporádicos?. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2006, vol.56, n.6, pp. 583-590. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942006000600003.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Tem sido discutido se a técnica de anestesia regional em crianças, que na maioria das vezes é realizada após a anestesia geral, é realmente segura. Há o risco potencial de uma lesão neurológica permanente ou temporária quando o paciente não pode informar eventual parestesia ou dor, durante a realização da anestesia regional, o que gera insegurança por parte dos anestesiologistas. O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência de complicações e seqüelas neurológicas da anestesia regional em crianças sob anestesia geral. MÉTODO: Numa análise prospectiva foram estudadas crianças submetidas a intervenções cirúrgicas ortopédica e plástica reparadora sob anestesia regional associada à anestesia geral. A indução e a manutenção da anestesia foram por vias venosa ou inalatória. Após anestesia geral era realizada anestesia regional e avaliada a existência de complicações imediatas, o número de punções realizadas, complicações de médio prazo e presença de seqüelas neurológicas. RESULTADOS: Num período de 13 meses foram estudadas 499 crianças de ambos os sexos, com idade média de 6,7 anos. A maioria dos pacientes foi submetida à anestesia geral associada à peridural lombar ou caudal. A prevalência de complicação imediata foi 3,6%, sendo a mais freqüente o sangramento no momento da punção. A prevalência de complicações em médio prazo foi 1,1%, sendo a mais freqüente a hipoestesia e não houve seqüela neurológica de longo prazo. CONCLUSÕES: Os resultados do presente estudo são concordantes com os de outros autores com relação à baixa prevalência de complicações da anestesia regional em crianças sob anestesia geral, sem deixar seqüelas neurológicas. Isso pode ser atribuído ao uso de material adequado e a experiência da equipe de anestesia.

Keywords : ANESTESIA, Pediátrica; COMPLICAÇÕES [Seqüela neurológica]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS, Regional [peridural]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS, Regional [lombar]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS, Regional [sacra].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese