SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.57 issue3Remifentanil: does the infusion regimen make a difference in the prevention of hemodynamic responses to tracheal intubation? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

FERNANDES, Cláudia Regina; GOMES, Josenília Maria Alves; CORDEIRO, Raulysson Almeida do Amaral  and  PEREIRA, Kayline de Souza. Avaliação dos efeitos cognitivos da indução inalatória com sevoflurano com ou sem associação com óxido nitroso: estudo comparativo em adultos voluntários. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2007, vol.57, n.3, pp. 237-246. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942007000300002.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A indução com agentes inalatórios via máscara facial vem sendo alvo de crescente interesse desde a introdução do sevoflurano. Ao mesmo tempo a influência da adição de óxido nitroso merece atenção no que diz respeito ao padrão da indução e da recuperação, sobretudo, à completa recuperação da função cognitiva. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos cognitivos da indução anestésica inalatória com sevoflurano de modo isolado ou associado ao óxido nitroso em adultos. MÉTODO: Foram estudados 20 voluntários adultos, estado físico ASA I, sem doença psiquiátrica ou utilização prévia de benzodiazepínicos. Após terem sido submetidos ao questionário Mini Exame do Estado Mental (MEEM), o Grupo I recebeu sevoflurano na concentração de 5% até que fosse atingido o índice bispectral (BIS) de 60. O Grupo II recebeu óxido nitroso em concentrações crescentes com incremento de 10 até 50% quando então foi administrado o sevoflurano até que fosse atingido o BIS de 60. Foram anotados valores de pressão arterial, freqüência cardíaca, oximetria de pulso, SEF 95% (Spectral Edge Frequency), tempo de indução e o tempo de recuperação anestésica. RESULTADOS: Não houve diferença entre o tempo de indução nos dois grupos. O Grupo II apresentou maior estabilidade hemodinâmica e menor valor do SEF 95% no momento BIS = 60. O tempo para recuperação da função cognitiva foi igual nos dois grupos, assim como a incidência de náuseas e vômitos. Não foi verificada ocorrência de apnéia. O Grupo II apresentou maior incidência de agitação psicomotora durante a indução. CONCLUSÕES: O sevoflurano isoladamente ou em associação com óxido nitroso constituiu opção adequada para indução inalatória ou sedação ambulatorial em adultos, com manutenção da ventilação espontânea, proporcionando rápida recuperação da função cognitiva.

Keywords : ANESTESIA, Geral [inalatória]; ANESTÉSICOS, Gasoso, Volátil [óxido nitroso, sevoflurano]; SEDAÇÃO [inalatória]; SISTEMA NERVOSO CENTRAL [cognição].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese