SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.57 issue4Evaluation of 0.5% hypobaric bupivacaine in spinal anesthesiaPatient controlled analgesia reduces the consumption of bupivacaine in femoral nerve block for the treatment of postoperative pain after reconstruction of anterior cruciate ligament of the knee author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

GARCIA, João Batista Santos; ALENCAR JUNIOR, Antônio M.  and  SANTOS, Carlos Eduardo Claro dos. Administração intraperitoneal da mistura com excesso enantiomérico de 50% de bupivacaína (S75-R25) para analgesia pós-operatória em colecistectomias videolaparoscópicas. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2007, vol.57, n.4, pp. 344-355. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942007000400002.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O efeito analgésico de infusões intraperitoneais de anestésicos locais após colecistectomia videolaparoscópica é controverso e os resultados descritos vão de alívio considerável à pequena redução da dor. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia da administração intraperitoneal da mistura com excesso enantiomérico de 50% de bupivacaína (S75-R25) para o alívio da dor no pós-operatório de colecistectomia videolaparoscópica. MÉTODO: Estudo aleatório, placebo-controlado e duplamente encoberto com 40 pacientes submetidos à colecistectomia videolaparoscópica divididos em dois grupos: GI (n = 20) que recebeu 80 mL de solução de bupivacaína S75-R25 a 0,125% intraperitoneal no fim da operação; GII (n = 20) que recebeu 80 mL de solução fisiológica a 0,9%. Ambos os grupos receberam 40 mg de tenoxicam e 30 mg.kg-1 de dipirona, por via venosa, pouco antes do fim da operação. A analgesia no pós-operatório (PO) foi feita com tramadol. Foram avaliados os escores de dor em repouso, ao sentar e à manobra de Valsalva, segundo a escala numérica ao despertar e 2, 4, 8, 12 e 24 horas no PO; a presença de dor no ombro; o tempo para a primeira solicitação do analgésico; e o seu consumo cumulativo. RESULTADOS: Houve diferença estatística significativa entre os escores de dor às 12 horas no PO com o paciente em repouso (GI < GII). O tempo da primeira solicitação de tramadol foi maior no GI e o seu consumo menor neste grupo, porém essas diferenças não foram significativas. CONCLUSÕES: A instilação intraperitoneal de 80 mL de bupivacaína S75-R25 a 0,125% proporcionou baixos escores de dor em repouso de forma significativa somente às 12 horas de PO de colecistectomia videolaparoscópica.

Keywords : ANALGESIA [pós-operatória]; ANESTÉSICOS, Local [Bupivacaína S75-R25]; TÉCNICA ANALGÉSICA [intraperitoneal]; CIRURGIA, Abdominal [colecistectomia videolaparoscópica].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese