SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.57 issue5Anesthesia and the long QT syndromePain evaluation in neonatology author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094On-line version ISSN 1806-907X

Abstract

SANTOS, Ari-Tadeu Lírio dos; SPLETTSTOSSER, João Carlos; WARPECHOWSKI, Paulo  and  GAIDZINSKI, Mariana Mariz Pinto. Antifibrinolíticos e cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2007, vol.57, n.5, pp.549-564. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942007000500011.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A cirurgia cardíaca é a especialidade cirúrgica que com mais freqüência está associada a sangramento, coagulopatia e necessidade de derivados de sangue. Os agentes farmacológicos aprotinina, ácido epsilon-aminocapróico e ácido tranexâmico são os mais utilizados para auxiliar na hemostasia dos pacientes submetidos à circulação extracorpórea. O objetivo deste trabalho foi apresentar a fisiopatologia do sangramento em cirurgia cardíaca e a atual situação dos antifibrinolíticos quanto à sua eficácia e complicações quando usados nesses procedimentos, dando maior ênfase ao ácido tranexâmico e à aprotinina. CONTEÚDO: São discutidos os mecanismos pelos quais a circulação extracorpórea provoca alteração na hemostasia e de que maneira os antifibrinolíticos agem para diminuir o sangramento e o uso de sangue alogênico em cirurgia cardíaca. É dada ênfase ao problema do tromboembolismo que pode ocorrer com o emprego desses antifibrinolíticos, com revisão da literatura. CONCLUSÃO: A fibrinólise é um dos principais fatores relacionados com o aumento do sangramento em cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea. A inibição da fibrinólise, juntamente com a preservação da função plaquetária, é, provavelmente, o mecanismo pelo qual os antifibrinolíticos diminuem o sangramento. O emprego desses fármacos reduz o sangramento em cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea num percentual que pode chegar a 50%. Com relação à preocupação com o tromboembolismo, os ácidos tranexâmico e epsilon-aminocapróico são opções que oferecem maior segurança que a aprotinina.

Keywords : CIRURGIA, Cardíaca [circulação extracorpórea]; DROGAS, Antifibrinolíticos [aprotinina, ácido epsilon-aminocapróico, ácido tranexâmico]; SANGUE [coagulação].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · English ( pdf epdf ) | Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License