SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.57 issue5Anesthesia and the long QT syndromePain evaluation in neonatology author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

SANTOS, Ari-Tadeu Lírio dos; SPLETTSTOSSER, João Carlos; WARPECHOWSKI, Paulo  and  GAIDZINSKI, Mariana Mariz Pinto. Antifibrinolíticos e cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2007, vol.57, n.5, pp. 549-564. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942007000500011.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A cirurgia cardíaca é a especialidade cirúrgica que com mais freqüência está associada a sangramento, coagulopatia e necessidade de derivados de sangue. Os agentes farmacológicos aprotinina, ácido epsilon-aminocapróico e ácido tranexâmico são os mais utilizados para auxiliar na hemostasia dos pacientes submetidos à circulação extracorpórea. O objetivo deste trabalho foi apresentar a fisiopatologia do sangramento em cirurgia cardíaca e a atual situação dos antifibrinolíticos quanto à sua eficácia e complicações quando usados nesses procedimentos, dando maior ênfase ao ácido tranexâmico e à aprotinina. CONTEÚDO: São discutidos os mecanismos pelos quais a circulação extracorpórea provoca alteração na hemostasia e de que maneira os antifibrinolíticos agem para diminuir o sangramento e o uso de sangue alogênico em cirurgia cardíaca. É dada ênfase ao problema do tromboembolismo que pode ocorrer com o emprego desses antifibrinolíticos, com revisão da literatura. CONCLUSÃO: A fibrinólise é um dos principais fatores relacionados com o aumento do sangramento em cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea. A inibição da fibrinólise, juntamente com a preservação da função plaquetária, é, provavelmente, o mecanismo pelo qual os antifibrinolíticos diminuem o sangramento. O emprego desses fármacos reduz o sangramento em cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea num percentual que pode chegar a 50%. Com relação à preocupação com o tromboembolismo, os ácidos tranexâmico e epsilon-aminocapróico são opções que oferecem maior segurança que a aprotinina.

Keywords : CIRURGIA, Cardíaca [circulação extracorpórea]; DROGAS, Antifibrinolíticos [aprotinina, ácido epsilon-aminocapróico, ácido tranexâmico]; SANGUE [coagulação].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese