SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.58 issue1Preparation, characterization and in vitro evaluation of 50% enantiomeric excess bupivacaine (S75-R25)-loaded microspheres author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

DUARTE, Nádia Maria da Conceição; CAETANO, Ana Maria Menezes; LIMA, Luciana Cavalcanti  and  CHAGAS, Aumério Silva das. Estudo comparativo entre bupivacaína racêmica (S50-R50) a 0,125% e bupivacaína em excesso enantiomérico de 50% (S75-R25) a 0,125% e 0,25% em anestesia peridural para analgesia de parto. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2008, vol.58, n.1, pp. 5-14. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942008000100002.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A peridural contínua é utilizada para alívio da dor do trabalho de parto e associada a baixos índices de complicações. Estudos com enantiômeros levógiros dos anestésicos locais demonstraram maior segurança em função de menor cardiotoxicidade. O objetivo deste estudo foi comparar a analgesia e o bloqueio motor entre a bupivacaína (S50-R50) a 0,125% e a bupivacaína em excesso enantiomérico de 50% (S75-R25) a 0,125% e 0,25% em peridural contínua para analgesia de parto. MÉTODO: Realizou-se ensaio clínico duplamente encoberto, com distribuição aleatória de 75 participantes em trabalho de parto, distribuídas em três grupos: GI - bupivacaína (S50-R50) a 0,125%; GII - bupivacaína (S75-R25) a 0,125%; e GIII - bupivacaína (S75-R25) a 0,25%. A inclusão no estudo foi feita após assinatura do Consentimento Livre e Esclarecido. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças estatísticas significativas quanto à latência da analgesia, nível sensorial do bloqueio, volume de anestésico local, duração do trabalho de parto e da analgesia, freqüência de parto instrumental, escores de Apgar ou pH do cordão umbilical. O intervalo para a primeira dose resgate foi maior e os escores de dor em 45 min foram menores no grupo bupivacaína (S75-R25) a 0,25%. A intensidade do bloqueio motor foi maior no grupo bupivacaína (S50-R50) a 0,125%. CONCLUSÕES: A bupivacaína (S75-R25) determinou um bloqueio motor menos intenso, mesmo quando utilizada em maior concentração (0,25%), resultando em melhor qualidade de analgesia, sem interferir na evolução do trabalho de parto ou na vitalidade dos recém-nascidos.

Keywords : ANALGESIA [parto]; ANESTÉSICOS, Local [bupivacaína racêmica]; ANESTÉSICOS, Local [bupivacaína em excesso enantiomérico]; ANESTÉSICOS, Local [levobupivacaína]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS, Regional [peridural contínua].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese